Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Tipos de seguro de vida:...

Tipos de seguro de vida: quais existem e quais as diferenças entre eles?

Para mais de uma pessoa, resgatável e familiar - entenda como cada um deles funciona.

O seguro de vida é um dos tipos mais tradicionais de seguros: além de indenizar amigos ou familiares em caso de morte, dependendo do seguro, também existe cobertura em casos de invalidez, de hospitalização, entre outros. 

Quando algum dos casos previstos no contrato acontecerem, as pessoas indicadas como beneficiários ou o próprio titular recebem o pagamento da cobertura. No geral, é assim que um seguro de vida funciona.

Mas é importante lembrar que existem diferentes tipos de seguro de vida – e cada um apresenta características próprias de funcionamento e pagamento das indenizações.

Veja, abaixo, quais são os tipos de seguro de vida.

Como funciona um seguro de vida, mesmo?

O seguro de vida funciona, no geral, de forma semelhante aos demais seguros: 

  • O titular faz simulação do seguro de acordo com suas necessidades, escolhendo um valor para a cobertura total do seguro;
  • Faz a contratação depois de concordar com o contrato que especifica todas as coberturas e regras do seguro – a apólice do seguro;
  • Para ter direito ao seguro de vida, é preciso pagar um valor (seja mensal ou anual) à seguradora; ao deixar de pagá-lo, se perde o direito à cobertura. Vale dizer que o valor pago depende do perfil de risco do titular e da cobertura escolhida.

Quando um dos casos/acontecimentos para os quais ele possui uma cobertura se tornarem realidade, ele pode acionar o seguro – isto é, pedir a indenização. No caso de morte ou de invalidez, dependendo da gravidade da situação, são os beneficiários que acionam o seguro e recebem o pagamento.

É importante dizer que, no geral, a cobertura do seguro de vida é contra o falecimento dos segurados, mas existem coberturas adicionais que podem ser contratadas.

Saiba mais sobre como funciona um seguro de vida.

Tipos de seguro de vida

Seguro de vida individual

Como o próprio nome sugere, esse é o seguro de vida cujo titular é uma única pessoa coberta. Uma pessoa contrata e, se algo acontecer com ela, as indenizações podem ser acionadas.

Seguro de vida familiar

Ele funciona de forma parecida com o seguro de vida individual, mas estendendo a cobertura para cônjuge, filho e outros familiares. Ou seja: além do titular, esses familiares também entram na cobertura do seguro. No mais, ele funciona da mesma maneira.

Seguro de vida resgatável

O seguro de vida resgatável tem as mesmas proteções previstas no seguro de vida tradicional, mas, no momento da contratação, o titular pode escolher um período pelo qual vai pagar pelo seguro de vida e, acabando esse prazo, ele pode recolher o valor que pagou ao longo dos anos. 

Essa é a única situação em que o prêmio do seguro é resgatado.

Seguro de vida em grupo

Normalmente, esse é o seguro de vida contratado por empresas para oferecê-los aos seus colaboradores. No caso, todos os colaboradores da empresa entram na cobertura do seguro de vida.

Seguro de vida e seguro contra acidentes pessoais

O seguro contra acidentes pessoais normalmente cobre apenas eventos externos e súbitos que possam causar danos físicos ao segurado, na explicação mais técnica.

Ou seja: se uma pessoa que possui um seguro contra acidentes pessoais sofrer um acidente que lhe cause invalidez ou até mesmo morte, ela ou seus beneficiários recebe a cobertura do seguro. 

É diferente do seguro de vida, em que existe cobertura tanto contra morte acidental quanto natural.

Vale a pena contratar um seguro de vida?

O grande objetivo do seguro de vida é garantir que os familiares e pessoas mais próximas, caso o titular queira, tenham o suporte financeiro necessário no caso de sua morte ou de um problema de saúde mais grave ou permanente. No caso de um seguro mais completo, o próprio titular fica resguardado, já que pode ter suas despesas médicas ressarcidas ou receber a cobertura total no caso de invalidez, por exemplo.

A resposta, portanto, é sim. É importante somente garantir que é um seguro que atende às suas principais necessidades, cabe no seu bolso e que você terá facilidade de acionar.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.71

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post