Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Regras do cheque especia...

Regras do cheque especial: fique atento aos seus direitos

Saldo em conta? Bonificação oferecida pelo banco? Tire suas dúvidas a respeito dessa linha de crédito e evite juros abusivos.

“Fiquei no vermelho e precisei usar o cheque especial”; “Meu banco disponibilizou um valor alto na minha conta”. Você sabe o que isso significa? Afinal: quais as regras do cheque especial. 

O cheque especial é um valor liberado a pessoa quando esta fica negativa. Em outras palavras: quando a pessoa não tem saldo suficiente para efetuar um pagamento, realizar saques ou compensar um cheque, por exemplo, o banco oferece um limite a mais para que o cliente possa arcar com tais despesas, ao invés de bloquear a conta.

Antes de usar o cheque especial, é importante ficar atento às regras e não esquecer dos juros. De acordo com dados divulgados pelo Banco Central, a taxa de juros dessa modalidade chegou a 318,7% ao ano.

Atualização: Em Janeiro de 2020, o Banco Central pretende limitar os juros do cheque especial para 8% ao mês.

Veja abaixo as regras para o uso do cheque especial.

Regras do cheque especial

  1. É responsabilidade do banco avisar o cliente quando ele não tiver saldo suficiente na conta e, por isso, precise usar o limite do cheque especial;
  2. A instituição financeira também deve deixar claro que o cliente contratou um crédito pré-aprovado;
  3. O banco precisa oferecer uma opção para o cliente parcelar o saldo devedor com juros mais baixos do que o original;
  4. O valor do cheque especial deve ficar claro no extrato, para que o consumidor não confunda com o saldo disponível na conta corrente.
  5. Quem utiliza mais de 15% do limite do cheque durante 30 dias consecutivos deve receber uma oferta de parcelamento, com taxa de juros menores que a do cheque especial.

Como quitar a dívida do cheque especial

Se você precisou desse tipo de crédito e agora quer regularizar a situação, é necessário depositar na conta corrente o valor necessário para cobrir o saldo devedor.

Imprevistos acontecem e, às vezes, as finanças podem sair do controle. Mas vale ressaltar que o cheque especial deve ser encarado com uma solução emergencial. Sempre que puder, pague o máximo da fatura do seu cartão de crédito ou opte por um parcelamento.

Pagar qualquer valor é melhor do que não pagar nada.

Leia também:

4 cuidados que você precisa ter antes de decidir fazer um parcelamento

5 sinais de que seu cartão de crédito precisa de atenção

Devo usar o saque do FGTS para quitar dívidas?

5 passos que vão te ajudar a quitar as dívidas

Atrasei minha fatura. E agora?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.