Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos O que é NFT? Conheça a...

O que é NFT? Conheça a tecnologia que permite comprar um meme

Memes, tuítes, obras digitais… Entenda como as pessoas passaram a comprar e vender esses itens por milhões de dólares.

Imagem do meme Nyan Cat: desenho de um gato em pixels voando pelo espaço sideral. Atrás de sua cauda vem um arco-íris.

Era uma vez um gatinho pixelado, que voava pelo espaço sideral ao som de uma musiquinha chiclete seguido por um arco-íris. O nome dele era Nyan Cat – um meme que fez bastante sucesso há cerca de 10 anos. Em fevereiro de 2021, ele voltou a ser notícia por um motivo peculiar: foi vendido pela bagatela de 590 mil dólares.

Como assim, um meme foi vendido? Sumiu da internet?

Não. Se você digitar “Nyan Cat” no Google agora, vai encontrar imagens, gifs, vídeos, tudo normal. Isso porque o que foi comprado nessa transação não é todo e qualquer Nyan Cat que exista por aí e sim, o original.

Pense assim: se você fosse comprar a Mona Lisa, estaria pagando pelo quadro original – aquele que fica pendurado no museu, com certificado de autenticidade, considerado pelos especialistas como a verdadeira e original Mona Lisa.

Mas isso não significa que não existam réplicas e versões da Mona Lisa por aí. Seu vizinho pode ter um pôster dela pendurada na parede, sua mãe pode ter um cartão-postal com a imagem do quadro, um amigo pode ter ido até o Museu do Louvre e tirado uma foto dela.

Tobias Rothe via Giphy.com

Mas a Mona Lisa original é única. Essa só você vai ter.

A mesma coisa vale pra quem comprou o meme do Nyan Cat. Existem inúmeras réplicas desse meme. Mas o original, aquele que deu origem a todas as cópias, é só do comprador.

Mas como garantir que o que está sendo comprado é o meme original?

O que permite isso é algo chamado NFT.

Gosta de podcast? Ouça esse conteúdo no Semanada:

O que é NFT?

NFT é uma sigla para non-fungible token – ou token não-fungível. De forma simplificada, o NFT é um código de computador que serve como autenticação de um arquivo – a garantia de que ele é único.

Esse é o significado de não-fungível, aliás. Na economia, ativos fungíveis são aqueles cujas unidades possa, ser trocadas sem alterar o valor. Por exemplo: você pode trocar uma nota de R$ 50 por cinco notas de R$ 10 reais e elas continuarão valendo a mesma coisa.

Um ativo não-fungível, por outro lado, tem propriedades únicas a ele, nenhum outro é igual. Existe apenas uma Mona Lisa – podem haver cópias, versões, mas aquele quadro, com aquelas características e aquele valor é único. Você não pode trocar a Mona Lisa por nenhum outro quadro e dizer que eles são equivalentes, certo?

O NFT, portanto, é esse token, ou chave, completamente único que é vendido junto ao arquivo e garante a autenticidade dele.

Ou seja: a pessoa que comprou o Nyan Cat não recebeu um gif do gatinho ou o link do vídeo. Ela recebeu o arquivo original do meme com o NFT, o código que garante sua exclusividade.

Em abril, foi anunciado que o vídeo “Leave Britney Alone”, um meme de 2007, foi vendido como NFT por quase US$ 45 mil. Mas antes disso, em fevereiro, uma transação balançou o mundo da arte: uma colagem digital do artista norte-americano Beeple foi vendida por mais de US$ 69 milhões em um leilão.

A obra digital Everydays: The First 5000 Days, do artista Beeple

Essa obra não existe fisicamente. O comprador recebeu um arquivo criptografado com a imagem original e as linhas de código do NFT. Como cada NFT é totalmente único, ele serve como um certificado de posse e de autenticidade. É como se ele tivesse a Mona Lisa autêntica – se a Mona Lisa só existisse dentro do computador.

Como funciona a compra e venda de NFTs?

Não basta fazer um Pix para o vendedor. As transações de NFTs acontecem por meio de uma tecnologia chamada blockchain.

De forma simples, o blockchain é um sistema que permite rastrear o envio e recebimento de alguns tipos de informações pela internet. São pedaços de código gerados online que carregam informações conectadas.

É esse sistema que permite as transações das criptomoedas – como o bitcoin, por exemplo.

Basicamente, toda vez que há uma movimentação, ela fica registrada numa espécie de documento oficial, mantido por milhares de computadores ao redor do mundo e que pode ser acessado por qualquer pessoa.

Por que isso importa? Porque o principal valor dos NFTs é baseado na confiança da autenticidade. Esse registro coletivo e facilmente acessível torna mais difícil a tarefa de fraudar informações de compra e venda. A posse dos NFTs fica com todo o histórico computado.

Hoje em dia, os NFTs mais comuns são comercializados através da rede Ethereum, uma das criptomoedas mais famosas que existem.

Para quê comprar algo que pode ser visto de graça?

A resposta para isso depende do valor que você atribui à originalidade. Ver a Mona Lisa original é a mesma coisa que ver uma réplica pendurada na sua parede? Para algumas pessoas, até pode ser.

O ponto é que peças digitais sempre foram muito fáceis de serem copiadas e replicadas. Boa parte dos criadores nunca ganha dinheiro nenhum com aquilo que fizeram.

Os NFTs mudam esse cenário. Pode continuar sendo fácil copiar uma imagem ou um vídeo, mas o NFT em si, aquele código único e com compra e venda registrada, é único. A colagem digital do Beeple pode ser vista no Google da mesma forma que a Mona Lisa. Mas o dono sabe que o dele é o original.

Isso gera escassez. E, para o mercado, quando algo é escasso e a sociedade atribui valor, as negociações se tornam mais competitivas.

Os NFTs têm grandes entusiastas e grandes críticos. Alguns investidores acreditam que eles tendem a se valorizar, enquanto outros defendem que, em algum momento, o mercado não verá mais valor.

Afinal, valor é algo relativo. E dinheiro, cada vez mais, toma formas únicas e originais. Até um meme da internet pode valer milhões.

Esse conteúdo foi enviado em primeira mão para os assinantes da nossa newsletter. Inscreva-se para receber informações diretamente na sua caixa de e-mails.

4

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post