Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro A eleição americana afet...

A eleição americana afeta a economia brasileira?

A economia dos Estados Unidos é uma das mais influentes do mundo - logo, quando há incertezas por lá, todos os países são impactados.



Novembro de 2020 chegou, o que significa que você provavelmente já entrou em contato de alguma forma com notícias sobre as eleições presidenciais dos Estados Unidos. A corrida eleitoral tomou conta do noticiário e se disseminou pelas redes sociais. Neste dia 3 de novembro, o período de votação se encerra oficialmente.

Mas por que isso importa tanto para o Brasil?

Existe um motivo simples para a cobertura tão intensa da eleição americana: o que acontece nos Estados Unidos impacta o mundo inteiro.

O peso da economia dos Estados Unidos

A economia dos Estados Unidos é considerada a maior do mundo. A estimativa atual do PIB americano é de aproximadamente US$20,8 trilhões. O segundo no ranking é a União Europeia, com cerca de US$14,9 trilhões.

A economia brasileira, com seus atuais US$1,36 trilhão, cabe mais de quatro vezes só nessa diferença entre primeiro e segundo lugar.

É por isso que o dólar também tem um peso enorme: por ser a moeda de uma economia tão potente, ele é a referência monetária mundial. O dólar é usado, por exemplo, como:

  • Reserva monetária de bancos e governos;
  • Referência para a política cambial de outras moedas;
  • Moeda base para compra e venda de commodities (bens e produtos estratégicos comercializados em todo o mundo, como petróleo e soja).

É natural, portanto, que grandes eventos nos Estados Unidos tenham um impacto mundial. Afinal, a manutenção ou troca de um governo pode implicar em mudanças no cenário econômico.

Como o Brasil é diretamente impactado pelas eleições americanas?

Os Estados Unidos são, hoje, o segundo maior parceiro comercial do Brasil, atrás apenas da China. No entanto, nenhum dos dois principais candidatos à presidência (Donald Trump e Joe Biden) apresentaram propostas profundas sobre o comércio com o Brasil ou a América Latina no geral.

Não é possível ainda falar de impacto direto na economia brasileira sem cair em especulação, já que quaisquer mudanças no relacionamento entre os dois países dependem de muitos fatores e alinhamentos políticos.

A relação comercial é um dos principais pontos de atenção, assim como o eventual apoio dos Estados Unidos à entrada do Brasil na OCDE.

O futuro dos Estados Unidos

O resultado da eleição dos Estados Unidos ainda é muito incerto. As projeções atuais indicam que Joe Biden tem mais chances de vencer, mas o sistema americano é complexo e a contagem de votos pode levar de dias a semanas.

No meio tempo, os mercados já se antecipam à decisão e reagem com as previsões. As bolsas da Europa, por exemplo, começaram o dia das eleições em alta – a vitória de Biden é considerada favorável às economias europeias, já que existe a expectativa de laços comerciais melhores com um governo Democrata e um pacote de estímulos maior.

Já o dólar, que começou o dia 3 de novembro em queda, voltou a subir ao longo do dia.

especialistas que consideram um dólar mais baixo caso Biden vença, enquanto outros afirmam que a moeda deve se estabilizar próxima ao que já está.

O que se sabe com certeza é que a eleição atual é uma das mais importantes na história recente dos Estados Unidos. Cerca de 100 milhões de eleitores votaram antecipadamente, como permite o sistema dos Estados Unidos, e os estados com resultado mais incerto (os chamados swing states) ainda são um mistério.

A contagem dos próximos dias e semanas será decisiva para que o cenário econômico do futuro – e como ele afeta o Brasil – fique mais claro.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.13

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post