Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Negócio Declaração MEI 2020: pra...

Declaração MEI 2020: prazo termina em 30 de junho. Tire suas dúvidas

Ainda dá tempo de declarar o faturamento do ano anterior e se manter em dia com a Receita – e não precisa sair de casa para isso.

Se você trabalhou em 2019 como MEI e ainda não fez sua declaração de 2020, fique atento: o prazo termina em 30 de junho. Abaixo, veja as respostas para as principais dúvidas sobre a Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual – DASN-SIMEI.

O que é a declaração MEI?

Assim como a pessoa física precisa fazer a declaração do Imposto de Renda, o MEI também tem suas obrigações com a Receita Federal – incluindo a declaração anual de faturamento.

Basicamente, o Microempreendedor Individual precisa declarar a receita bruta do ano anterior por meio da Declaração Anual Simplificada para o MEI (DASN-SIMEI). Em 2020, o prazo final para fazer a declaração do MEI é 30 de junho (terça-feira).

Quem precisa fazer a declaração MEI 2020?

Segundo a Receita Federal, são obrigados a apresentar a declaração do MEI 2020 os microempreendedores individuais que atuaram em 2019 – mesmo se por apenas um dia e sem faturamento.

Quem deu baixa no MEI precisa fazer a declaração anual?

Sim! Depois de dar baixa no MEI, é obrigatório entregar a declaração de extinção – ou DASN-SIMEI especial – referente ao período do ano em que o CNPJ esteve ativo. Os prazos, entretanto, são diferentes:

  • Se a baixa do MEI aconteceu entre janeiro e 30 de abril de 2020, a declaração de extinção deve ser entregue até 30 de junho;
  • Se a baixa ocorreu entre 1º de maio e 31 de dezembro, entretanto, a declaração de extinção precisa ser entregue até o último dia do mês seguinte ao da baixa.

Não fiz a declaração de extinção dentro do prazo. E agora?

Neste caso, uma multa será cobrada no momento da declaração. Ao reconhecer o atraso, o sistema da Receita Federal gerará automaticamente um DARF com o valor da multa por atraso na entrega – também chamada de MAED.

Como fazer a declaração do MEI?

A declaração do MEI deve ser feita por meio do Portal do Simples Nacional – tudo pela internet, sem sair de casa.

Se você têm dúvidas sobre como declarar, o Sebrae explica no vídeo abaixo:

Quais os tipos de declaração do MEI?

Existem dois tipos de declaração do MEI: normal e especial (extinção).

Declaração normal do MEI

É a declaração que deve ser entregue de forma habitual e quando houver desenquadramento do MEI durante aquele ano-calendário. Em 2020, o prazo de entrega da declaração normal é 30 de junho (terça-feira).

Declaração especial (extinção)

Já a declaração especial deve ser entregue no caso de extinção do CNPJ – ou seja, quando há baixa do MEI, como explicado ali em cima.

E o que é a retificação da declaração?

Caso o MEI já tenha feito a declaração, mas preencheu um valor errado, é possível corrigir isso por meio da retificação da declaração. Isso deve ser feito no mesmo sistema da declaração do microempreendedor individual.

Quais os campos de declaração do MEI?

  • Valor da receita bruta total de comércio, indústria, transportes intermunicipais e interestaduais e fornecimento de refeições: de acordo com a Receita, deve ser informada a receita bruta total auferida no ano-calendário escolhido, referente às atividades de comércio, indústria, serviço de transporte intermunicipal e interestadual e fornecimento de refeições. Caso o MEI não tenha tido receita com este tipo de atividade, deverá preencher este campo com o número zero.
  • Valor da receita bruta total dos serviços prestados de qualquer natureza, exceto transportes intermunicipais e interestaduais: aqui, deve ser informada a receita bruta total (faturamento total) auferida no ano-calendário escolhido, referente às atividades de serviços prestados de qualquer natureza, exceto transportes intermunicipais e interestaduais. Caso o MEI não tenha tido receita a partir desta atividade, deverá preencher com o número zero.
  • Receita Bruta Total: campo preenchido automaticamente pelo sistema a partir da soma dos dois campos acima.
  • Possuiu empregado durante o período abrangido pela declaração: o MEI deve informar se contratou, ou não, empregado.

Esqueci de fazer a declaração MEI 2020, e agora?

Calma! Se você esqueceu de fazer a declaração do MEI até o dia 30 de junho, ainda é possível declarar e se manter em dia com a Receita.

Segundo a Receita Federal, a declaração feita a partir do dia seguinte à data limite de entrega – 1º de julho, em 2020 – já é considerada fora do prazo. 

Neste caso, o MEI deve declarar normalmente e será emitida uma notificação de lançamento de multa por atraso na entrega da declaração (MAED) e um DARF para o pagamento da multa – que podem ser impressos juntos com o recido da Declaração.

O valor da multa varia de acordo com o tempo de atraso. Por isso, quanto antes for feita, melhor.

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais sobre ela aqui.

4.37

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post