Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Empreender Termos e siglas Coworking: o que é e com...

Coworking: o que é e como funciona este modelo de trabalho?

Sua empresa precisa de um espaço físico? Que tal um espaço compartilhado, o chamado coworking? Conheça as principais características, vantagens e desvantagens desse tipo de ambiente de trabalho.



Com a pandemia de Covid-19, montar um escritório físico tem se tornado cada vez menos obrigatório – especialmente para negócios novos, individuais e com pouco dinheiro. 

Afinal, um escritório implica em alugar um espaço, mobiliar, organizar a infraestrutura, como ferramentas de trabalho, computadores, limpeza. Isso sem contar as despesas fixas como contas de água, luz, internet, IPTU… 

Há muitos fatores para se considerar e organizar, então a primeira pergunta que deve ser feita é se você precisa mesmo de um espaço físico. Se a sua empresa é do tipo que realmente ficaria melhor acomodada em um escritório, você já considerou a possibilidade de usar um coworking?

Coworkings podem ser um bom meio termo entre os dois mundos, que possibilita a existência de um espaço físico para o negócio sem, necessariamente, trazer todos os custos de um modelo tradicional de escritório. Veja, a seguir, detalhes sobre esse tipo de modelo de trabalho e o que considerar antes de optar por este ambiente profissional.

Antes, o que é coworking?

Coworking é um termo em inglês que significa literalmente “trabalhando junto”. Segundo o site Coworking Brasil, em 2005 foi criado o primeiro coworking moderno, parecido com os que existem atualmente. 

Desde então, o modelo tem se tornado cada vez mais popular e, em 2019, já havia no Brasil 1.497 coworkings conhecidos, sendo mais de 25% deles localizados na cidade de São Paulo.

A lógica de um coworking é juntar escritórios de empresas diferentes, profissionais liberais e freelancers em um mesmo espaço físico. Ou seja, negócios de diferentes tamanhos e propostas têm o mesmo endereço e compartilham da mesma infraestrutura, o que reduz bastante os custos. 

Como funciona um espaço de coworking?

O coworking funciona da seguinte maneira: você como empresa, freelancer ou, profissional liberal precisa de um espaço para trabalhar, fazer reuniões, etc. Então você pode alugar uma estação de trabalho em diferentes modelos de contrato.

Dependendo do espaço de coworking você pode ter, de fato, uma sala só sua. Mas normalmente elas são comercializadas para empresas um pouco maiores – já que comportam um número maior de pessoas. 

Ou seja, trabalhar em um coworking não quer dizer que você terá, necessariamente, uma sala. Pode ser só uma mesa ou um espaço aberto (dividindo a mesa com outras pessoas). Afinal, a ideia é que o espaço seja compartilhado, e não que os profissionais fiquem isolados.

Ao fazer parte de um coworking você passa a ter acesso a várias facilidades que normalmente custariam caro para manter em um pequeno escritório de uma pequena empresa, como recepção, internet de alta velocidade, espaços de convivência, etc.

Além do espaço físico em si e das conveniências, o coworking também proporciona um ambiente de networking (contatos profisisonais) intenso. Afinal, você conhecerá profissionais de diversas áreas e empresas de diferentes nichos. É  comum, por exemplo, que em ambientes de coworking sejam feitos negócios e que o seu vizinho de mesa, por exemplo, se torne um importante fornecedor ou até mesmo sócio.

O que um coworking oferece para os clientes?

São vários os serviços que um coworking pode oferecer – mais ou menos completos de acordo com o pacote que você assina. Veja, abaixo, algumas comodidades comuns nos planos de coworkings:

Espaço físico

A primeira e maior vantagem do coworking é o espaço físico. Um bom espaço influencia na qualidade do seu trabalho e na sua concentração. Com mobiliário adequado, como cadeiras ergonômicas, luz ideal e espaço de descompressão, os coworkings garantem a você a qualidade de um escritório de grande empresa para o seu pequeno negócio.

Salas privativas e salas de reunião

Se você tem um grupo maior de pessoas da mesma empresa ou profissionais que querem trabalhar juntos, é possível alugar uma sala privativa. Também existem salas de reuniões que podem ser locadas por mês ou hora, ideais para reuniões, atendimento a clientes e conversas mais privadas.

Estacionamento

Especialmente nas grandes capitais, encontrar uma vaga de estacionamento não é tarefa fácil nem para você, nem para o seu cliente. A maior parte dos coworkings costuma oferecer essa comodidade para as empresas que fazem parte do espaço. Alguns coworking maiores também têm a possibilidade de que visitantes usem o espaço pagando pelo tempo utilizado.

Internet

Nos últimos anos, a internet de alta velocidade se espalhou pelo Brasil e hoje boa parte dos domicílios tem serviço de qualidade. Porém, alguns negócios precisam de uma velocidade de internet significativa que nem sempre é possível ter em casa – seja pelo preço, seja pela dificuldade de instalação. 

O coworking permite acesso a internet dedicada de alta qualidade e o serviço geralmente está incluso nos planos.

Escritório virtual

Para algumas empresas, mais importante do que o espaço físico de trabalho é que o escritório tenha um endereço. Com o serviço de escritório virtual, o coworking gerencia ligações, correspondências e também funciona como um endereço fiscal para o seu negócio. 

Interação com outros profissionais

Networking é importante para qualquer empreendedor. Ao dividir uma mesa de trabalho, espaços de descanso ou mesmo participar de eventos e palestras junto aos outros coworkers, fica mais fácil fazer contatos no universo empreendedor. Boas ideias também podem surgir conversando com pessoas de ramos diferentes, que enxergam os negócios por outros ângulos.

Eventos

É comum que os coworkings promovam eventos corporativos interessantes que podem proporcionar conhecimento para a gestão do seu negócio. Além disso, alguns coworkings têm auditório e espaço de eventos que podem ser locados pela sua empresa para fazer seus próprios eventos.

Flexibilidade

Existem algumas pessoas que precisam mudar de ares para serem produtivas ou, ainda, não conseguem trabalhar apenas em home office. Os coworking têm planos flexíveis que permitem ao profissional ir ao espaço apenas em alguns dias da semana, ou fazer locações avulsas apenas para dias em que houver necessidade.

Quais são as vantagens e desvantagens do coworking?

Obviamente, ao unir muitas pessoas em um mesmo espaço de trabalho existem vantagens e desvantagens. O fato de um coworking ser um espaço confortável, com boa infraestrutura e mais barato não quer dizer, necessariamente, que seja para você. 

Quais são as vantagens do coworking?

  • Bom custo-benefício;
  • Interação com outros profissionais (networking);
  • Infraestrutura adequada;
  • Sem a burocracia de alugar;
  • Possibilidade de fazer novos negócios;
  • Ambiente descontraído;
  • Endereço fiscal e de correspondência.
  • Segurança.

Quais são as desvantagens do coworking?

  • Falta de privacidade no trabalho;
  • Pode ser barulhento e/ou movimentado demais;
  • Não é um espaço pensado especificamente para as suas necessidades, mas para a necessidade das pessoas em geral;
  • Possui regras de convivência.

Que tipo de empresa pode estar em um coworking?

Os coworking tradicionais costumam ser direcionados para as empresas e profissionais que precisam de escritório em um modelo convencional e mais corporativo, como:

  • Arquitetos;
  • Desenvolvedores;
  • Designers;
  • Engenheiros;
  • Profissionais de marketing;
  • Empresa de TI;
  • Loja online;
  • Consultorias;
  • Freelancers em geral.

Vale destacar que, nos últimos anos, começaram a surgir os coworkings temáticos Esses espaços são exclusivos para áreas específicas e não tradicionais, como coworkings de cozinhas industriais, de espaços que precisam gerenciar estoques, salões de beleza, entre outros.

Quanto custa para trabalhar em um coworking?

Os custos de coworking variam muito. Depende da cidade em que ele está (se é capital ou interior), localização na cidade , assim como depende do tipo de estrutura oferecida e plano contratado (mais básico e mais completo). 

Coworkings maiores, com auditórios, cafés e muitas salas de reunião costumam ser mais caros do que aqueles que só possuem o espaço de trabalho compartilhado. Além disso, se você contratar planos com estação de trabalho exclusiva, com acesso a sala de reunião, linha telefônica, entre outros, a tendência é o pacote encarecer.

Para se ter uma ideia, em Florianópolis (SC) existem coworkings com planos ilimitados a partir de R$ 630 por mês. Já em São Paulo (SP) o mesmo tipo de plano começa com preços de mensalidade na casa dos R$ 750. 

Vale observar que o aluguel de uma sala comercial em Florianópolis custa, em média, a partir de R$ 1.150. Já em São Paulo, os valores iniciais giram em torno de R$ 2 mil. É importante considerar, também, que em salas comerciais ainda é necessário pagar por serviços como luz, água, condomínio, entre outros.

Ou seja, o custo-benefício de um coworking é alto.

Vale a pena trabalhar em um coworking?

Não existe resposta certa para essa pergunta, pois depende das suas necessidades como empresa e/ou profissional autônomo. Se o seu negócio realmente precisa de um espaço físico para operar ou você é o tipo de profissional que não se adapta ao home office, pode valer a pena sim. Mas se você ainda não sentiu a necessidade de que a sua empresa tenha um escritório físico, trabalhar em home office pode ser melhor e mais econômico ainda.

Outro ponto importante é que nem todo tipo de negócio pode funcionar dentro de um coworking tradicional. Por exemplo, se você tem uma confecção que usa máquinas pesadas e barulhentas, sua empresa não pode funcionar em um coworking, porque a infraestrutura não permite isso e a sua operação poderia atrapalhar os outros escritórios.

O coworking é ideal para negócios que precisam de um endereço comercial, que fazem muitas reuniões presenciais, que precisam de uma vasta rede de contatos e fornecedores, e para pessoas que gostam de trabalhar (sempre ou eventualmente) em um espaço físico.

Quer saber mais sobre empreendedorismo? Clique aqui e acesse vários conteúdos focados na gestão de micro e pequenas empresas.

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais.

3.89

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post