Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Black Friday: o que é e ...

Black Friday: o que é e como surgiu essa data?

Famosa pelas promoções atraentes, a Black Friday é sucesso no mundo todo no mês de novembro. Descubra a origem dela.



Toda última sexta-feira do mês de novembro, pode preparar o bolso porque é dia de Black Friday. E, mesmo que você não entenda muito bem o que está por trás da data, provavelmente sabe que o dia é conhecido mundialmente pelos descontos atraentes. Pode até ser que você já tenha aproveitado algumas pechinchas, seja fazendo fila em frente a loja ou atualizando o site a cada minuto.

No ano de 2021, cerca de 62,5% dos lojistas brasileiros participam das promoções em seus pontos de venda durante a Black Friday, de acordo com a pesquisa da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). 

Mas como e quando a Black Friday surgiu? Por que é um dia de grandes descontos? Abaixo, descubra essas respostas e como fazer compras seguras.

O que é a Black Friday?

A Black Friday é um evento comercial, conhecido pelos descontos em produtos de diversas categorias, tanto em estabelecimentos físicos quanto em lojas online. A data surgiu nos Estados Unidos no século 19 e está diretamente ligada a um dos feriados mais importantes no país: o Dia de Ação de Graças, que sempre ocorre na última quinta-feira de novembro.

Em 2021, a Black Friday será no dia 26 de novembro, e marca o início do período de compras de fim de ano.

Como surgiu a Black Friday?

Existem algumas teorias a respeito da origem Black Friday e da associação com a oferta de produtos na sexta-feira depois do Dia de Ação de Graças.

A hipótese mais conhecida é a de que em 1869 dois investidores norte-americanos criaram um esquema ilegal para controlar o mercado de ouro nos Estados Unidos.  O objetivo deles era fazer o preço do metal precioso disparar na Bolsa de Valores e, assim, eles conseguiriam enriquecer.

O plano acabou não dando certo porque o presidente Ulysses S. Grant interveio e ordenou que o governo norte-americano vendesse o ouro estocado nos cofres públicos. O resultado dessa ação foi que o preço do ouro caiu drasticamente no dia 24 de setembro de 1869, uma sexta-feira, indo de US$160 para US$130. Esse dia teria ficado conhecido, então, como black friday.

A partir da década de 1980, o termo começou a ser utilizado para propaganda das ofertas e liquidações. Atualmente o fim de semana da Black Friday termina na segunda-feira, com a Cyber Monday (segunda-feira Cibernética, em português) em que lojas online preparam vários descontos para beneficiar o e-commerce (comércio eletrônico).

Black Friday no Brasil

A Black Friday é promovida no Brasil desde 2010. Em 2018, a data bateu recorde de vendas: segundo a consultoria Ebit Nielsen, somente as vendas online da Black Friday somaram mais de R$ 2,1 bilhões – o valor é 23% superior ao de 2017. 

Nos primeiros anos, a Black Friday no Brasil levava a fama de “Black Fraude”, por muitos dos descontos não serem reais ou por serem muito baixos. Isso mudou em 2019. Dados da Promobit mostram que, no mês de novembro daquele ano, o número de ofertas aumentou cerca de 124%, e os descontos chegaram a ser de até 77% do valor original do produto.

Infelizmente alguns casos de “Black Fraude” ainda acontecem. Também em 2018, propagandas enganosas foram a principal fonte de reclamação dos consumidores no Procon referente à data.

Veja  o que fazer caso você caia em propagandas enganosas na Black Friday.

O que comprar na Black Friday?

Se você faz parte do grupo que pretende aproveitar os descontos da data e quer ter uma ideia se o produto que deseja vale a pena comprar, não deixe de olhar para os números da edição de 2020. Não é garantia, mas eles podem significar que as boas ofertas se repitam em 2021.

Em 2020, itens como celulares, eletrodomésticos, cosméticos, roupas e acessórios foram as categorias mais adquiridas pelos consumidores, segundo estudo da Behup

Em 2019, segundo pesquisa da plataforma Promobit, os produtos que mais valeram a pena comprar na data foram os livros e e-books (média de 77% de desconto), eletrodomésticos (média de 51% de desconto) e  artigos de informática (com 42% de desconto, em média).

Como fazer compras seguras na Black Friday?

Por ser uma época de grande movimentação financeira, a Black Friday acaba atraindo pessoas mal intencionadas que usam os descontos para aplicar golpes.

Confira algumas formas de ficar atento e evitar ciladas.

1. Cuidado com e-mails e redes sociais

Um dos tipos mais comuns de golpe na internet é o chamado “phishing“. Nele, o golpista envia uma mensagem se passando por uma loja, por exemplo, e induzindo a pessoa a entregar seus dados na hora de comprar um produto falso ou inexistente. 

A pessoa acha que está preenchendo um cadastro quando, na verdade, está fornecendo seus dados sensíveis a fraudadores. Os links para esse tipo de golpe geralmente são enviados em e-mails, redes sociais ou SMS.

2. Confira o endereço do site

Para enganar usuários e fazê-los preencher informações em páginas falsas, golpistas costumam usar variações de nomes das lojas reais. Às vezes colocam uma letra ou palavras a mais em endereços de e-mail ou nomes de sites.

Esse tipo de golpe pode ter dois objetivos:

  • Fazer o cliente fornecer os dados do cartão, acreditando que está finalizando uma compra;
  • Fazer o cliente fornecer seu login e senha de um site conhecido. Assim, o golpista consegue acessar o cadastro verdadeiro, fazer compras e ter acesso a dados pessoais.

Como evitar golpes no cartão de crédito

Por isso, preste atenção em algumas situações:

  • Ficou em dúvida sobre o endereço eletrônico que recebeu por link? Feche a página e acesse direto do seu navegador o endereço oficial daquela marca.
  • Vale consultar o Procon  (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor), que sempre atualiza sua lista de sites não confiáveis.

3. Tome cuidado com promoções “imperdíveis”

Uma passagem a Paris por R$2? Aquele telefone novo por R$50? Desconfie quando a oferta for muito abaixo do preço praticado no mercado – especialmente no caso de eletrônicos, que costumam chamar mais atenção na Black Friday.

4. Evite fazer compras em wi-fi público

Uma conexão de internet comprometida também pode ser a porta de entrada para golpes. Ao fazer compras em wi-fi público você nunca sabe ao certo quão expostos estão seus dados – inclusive, os do cartão de crédito.

Evite fazer compras quando estiver conectado à internet de locais abertos, como um restaurante ou café, por exemplo.

5. Atenção aos boletos enviados por e-mail

Uma compra em um site aqui, outra ali… E em algum momento, você recebe no e-mail um boleto que parece ser do seu último pedido. Sem prestar muita atenção, conclui o pagamento. 

Cuidado. Veja bem se o boleto recebido é de uma compra realmente realizada por você e não se trata de um golpe. Nessa época do ano, com uma quantidade maior de consumidores pedindo boletos, golpistas tentam enganar as pessoas mandando boletos falsos que se parecem com o de grandes marcas.

6. Nunca compartilhe senhas – muito menos por telefone

Fique sempre com o pé atrás ao atender telefonemas que pedem confirmação de dados – especialmente de senhas. Lembre-se: nenhuma instituição financeira pede a confirmação de senhas por telefone.

Se ficar na dúvida sobre o contato, desligue o telefone, acesse a página oficial da empresa e ligue você mesmo para a central de atendimento.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

5

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post