Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Organizar as Finanças 3 grandes dificuldades d...

3 grandes dificuldades de quem vai abrir uma conta PJ no Brasil

A oferta de serviços financeiros no Brasil é muito pouco prática para as necessidades de quem possui um pequeno negócio ou é trabalhador pejotizado

O Brasil tem hoje mais de 20 milhões de CNPJs abertos e mais da metade deles, cerca de 12 milhões, são usados por empreendedores individuais. Para essas pessoas, que não possuem a estrutura de grandes empresas, a experiência de abrir e gerenciar uma conta PJ em banco pode ser bastante complexa e frustrante.  

Por isso, o Nubank começou a testar sua conta PJ. Nosso objetivo é entender como criar uma experiência mais simples e um atendimento mais humano para pessoas jurídicas. 

Por enquanto, a conta ainda é um produto em testes, que vai ser melhorado com o feedback dos clientes (veja aqui como ser um dos primeiros usuários). No entanto, para criar essa primeira versão, nós passamos os últimos meses estudando a fundo a realidade de quem é PJ no Brasil. 

O que vimos foi um cenário no qual os empreendedores individuais que possuem pequenos negócios e os trabalhadores “pejotizados” – que são contratados como pessoa jurídica – precisam lidar com uma burocracia imensa e produtos pouco práticos para a sua realidade. 

Abaixo, compartilho algumas dessas descobertas e um pouco do que os nossos entrevistados dividiram sobre suas experiências em agências. 

1. Processo de abertura complicado para conta PJ

A conta levou 30 dias (para ser liberada). Foi um processo absurdo e burocrático.” (empreendedor ouvido pelo Nubak)

A maioria dos bancos possui um processo único de abertura de conta criado para atender empresas maiores e que precisam de serviços mais complexos. As grandes empresas precisam apresentar documentação muito mais detalhada, especialmente se contratarão outros serviços financeiros além da conta PJ.

Os pequenos empreendedores e os trabalhadores pejotizados, que têm estruturas e necessidades muito mais simples, acabam sofrendo ainda mais com essas camadas de complexidade. 

Muitas vezes, o mesmo formulário que o banco passaria para uma grande empresa (que tem um contador e uma estrutura para lidar com essa burocracia) é enviado para quem está começando agora. Por exemplo, ouvimos relatos de clientes que estavam apenas começando o negócio e tiveram muita dificuldade de abrir conta PJ porque não tinham os comprovantes de faturamento aceitos pelas instituições. Um dos clientes também nos contou que passou por um verdadeiro “interrogatório” do gerente para conseguir abrir a conta.

2. Pacotes de serviços desnecessários e cobranças extras

É um inferno abrir conta jurídica, e eu ainda pagava 70 reais de taxa” – (empreendedor ouvido pelo Nubank)

A maioria das instituições oferece pacotes inflexíveis – que incluem em um preço único uma série de itens que pequenos empreendedores ou trabalhadores PJ não utilizam de fato. 

São serviços como envio de SMS e quantidades determinadas de cheques que nem sempre condizem com a realidade de quem está começando um negócio. 

Por outro lado, alguns bancos oferecem pacotes básicos tão mínimos que limitam o número de transferências ou cobram por serviços simples – como atendimento por telefone e consulta das informações e movimentações da conta.

Além disso, a falta de transparência na hora de explicar o que está ou não incluso atrapalha bastante o planejamento de quem abre uma conta PJ. 

Muitas vezes, os empreendedores individuais não leem as pequenas letras dos contratos de abertura de conta e são pegos de surpresa por cobranças extras – como exceder o limite de impressão de extratos ou de depósitos de dinheiro via caixa eletrônico. 

No final, a experiência é extremamente frustrante. 

3. Atendimento ruim e sem empatia com quem tem um pequeno negócio ou é pejotizado

Por eu ser MEI sofri o maior preconceito. (…) Eu pagava 80 reais de taxa todo mês e nunca tive nada, me sentia uma trouxa

“Na primeira tentativa de abrir a conta, a gerente me mandou embora”

“Mandei uma caixa de bombom pro gerente da minha conta PJ pra ver se ele me dava um pouco de atenção” 

“Me ofereceram serviços que eu nem precisava, mas minha amiga falou que eu deveria aceitar para ver se o gerente continuava me atendendo bem” – empreendedores ouvidos pelo Nubank

Muitas pessoas no Brasil precisam passar pela burocracia de abrir um CNPJ e uma conta PJ para serem remuneradas por seus serviços no fim do mês. Esse público, na prática, apenas usa a conta PJ para receber como pessoa jurídica e logo transfere o dinheiro para sua conta PF.

Outros perfis de empreendedores estão começando agora e ainda não têm faturamentos expressivos mas precisam ter uma conta para permitir e organizar sua operação.

Apesar das necessidades simples desses perfis de clientes, eles acabam sendo mal atendidos pelas instituições tradicionais. 

  • Ou são tratados com procedimentos padronizados, recebendo ofertas de produtos que não fazem sentido para a sua realidade
  • Ou são tratados com certo descaso, pois os gerentes entendem que outros perfis de empresa contratarão mais serviços e movimentarão maiores valores. 

Isso sem contar a burocracia de ter de ir à agência e enfrentar filas para resolver problemas, o que atrapalha muito a rotina corrida de quem é empreendedor ou trabalhador pejotizado.

Excesso de papelada, falta de transparência, pacotes que não atendem às reais necessidades dos clientes e, ainda por cima, um atendimento ruim. Esses são alguns dos problemas que o Nubank tentará resolver com a conta para PJ. 

A gente entende que o mercado de serviços financeiros para pessoas jurídicas é complexo e desafiador. No entanto, queremos garantir que não existam camadas de complexidade desnecessárias – especialmente para as pessoas jurídicas que precisam apenas de soluções simples para resolver o seu dia a dia. 

Quer nos ajudar a construir nossa conta PJ?

Veja aqui como ser um dos primeiros usuários.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter
  • José Caires
    30 de julho de 2019, 08h00
    Nossa, tudo isso aconteceu comigo em uma abertura de conta PJ nos 2 bancos que abrir conta. Infelizmente acontece várias limitações como as que foram escritas nesse tópico. Recebo o dinheiro nessas contas e transfiro direto para a nuconta. Pois lá faço meus pagamentos e faço ted para quem eu preciso e os serviços de casa. Com a nucontapj estarei dividindo a empresa de minha vida pessoal. Isso realmente será um benção. Aguardo vocês NuContaPJ.
    • Odirlon
      16 de julho de 2019, 08h58
      Oi, faltou o pior no meu ponto de vista. Estava abrindo uma conta no Sicoob e como minha empresa já tinha alguns anos foi tranquilo, porém burocrático e o pior, pediram o estrato financeiro da empresa. Ou seja se fosse um novo empreendedor ele não iria conseguir abrir a conta. Eu perguntei para a atendente e ela falou que eles não pegam empresas novas na sua grande maioria por não ter histórico financeiro. É triste, eu fiquei desanimado já na abertura da conta com eles. Será incrível para os novos empresários e para os que já estão por aí passando trabalho ter o NuBank como parceiro. Parabéns.