Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro A Bolsa de Valores afeta...

A Bolsa de Valores afeta a economia do dia a dia?

Quedas consecutivas, alta do dólar e circuit breaker - devo me preocupar com a Bolsa de Valores mesmo se não invisto nela? Saiba mais.



A pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, já provocou diversos impactos na economia mundial – inclusive, nas bolsas de valores ao redor do mundo. No Brasil, a cotação do dólar comercial ultrapassa os R$ 5, o Índice Bovespa acumula quedas consecutivas que somavam 4% e ativou a o circuit breaker cinco vezes até o dia 23 de março.

É de se esperar que, para aqueles que investem em ações, o impacto seja maior devido à queda acentuada. Mas para quem não é investidor da bolsa de valores, existe algum impacto? No dia a dia e na economia que sentimos na pele, quais os efeitos da Bolsa de Valores?

Abaixo, uma explicação de como isso se aplica no dia a dia, especificamente na economia brasileira. Mas, antes disso, é importante dar um passo atrás para entender alguns mecanismos das bolsas de valores.

Como funciona a bolsa de valores?

Diversos tipos de ativos são negociados em uma bolsa de valores: minicontratos, papéis futuros, opções… E ações, que representam a maioria. 

O que é uma ação

De forma simplificada, uma ação é uma pequena parte de uma empresa: quando alguma companhia deseja levantar dinheiro, ela pode abrir seu capital, emitindo ações – fazendo de quem compra as ações, sócio da companhia. 

Por que o preço das ações varia?

O preço das ações varia diariamente, muitas vezes até em um mesmo dia. Ele é definido de acordo com as ofertas de compra e venda dos investidores: quanto mais pessoas se interessam em comprar uma ação, maior será seu preço e, logo, sua valorização. No caso contrário, quando muita gente quer vender, o preço cai e uma ação se desvaloriza. 

Por sua vez, o interesse na compra ou venda de ações está ligado ao negócio da empresa, seu setor sua situação financeira e, no geral, a situação econômica do país e do mundo. 

O mecanismo por trás disso, portanto, é a negociação de compra e venda das ações diariamente.

Bolsa no Brasil 

É o Índice Bovespa, ou Ibovespa, que indica o desempenho diário da B3, a bolsa de valores brasileira. Ele considera o desempenho das ações que representam as maiores movimentações na bolsa de valores e, a partir disso, indica o desempenho médio da bolsa em si. Por isso, quando vemos notícias de que a bolsa “caiu 7%” ou “subiu 4%”, é do Ibovespa que estamos falando.

Por que a bolsa de valores sobe e desce o tempo todo?

O Ibovespa pode tanto subir quanto cair ou ter pouca variação em uma base diária. Ou seja: em um dia, pode acontecer de cair e, no outro, subir duas vezes mais do que no dia anterior – e por isso se diz que é possível ganhar ou perder dinheiro da noite para o dia na bolsa de valores.

Mas, respondendo à pergunta, o desempenho do Ibovespa está totalmente ligado ao cenário econômico, político, a setores específicos da economia, à inflação, à taxa de juros, a mercados exteriores… Entre muitos outros fatores que podem aumentar o interesse em comprar ou vender determinadas ações.

E o coronavírus? 

Aterrisando para os dias de hoje: a pandemia de coronavírus atinge diretamente o segmento da indústria, da saúde, de aviação, de comércio e serviços. Portanto, não chega a ser uma surpresa, por exemplo, que as companhias aéreas com ações listadas apresentem queda com o fechamento de fronteiras de alguns países.

Grandes quedas nas bolsa de valores do mundo todo aconteceram também por conta da recente guerra de preços do petróleo – aqui você confere uma explicação mais aprofundada sobre ele.

Não invisto na Bolsa – suas altas e baixas têm impacto na minha vida?

Sim, especialmente porque a bolsa de valores é um indicador da economia. Considerando que o Ibovespa indica o desempenho das empresas (em sua maioria, empresas relevantes em seu setor), faz sentido estabelecer essa relação: se as empresas vão bem, com suas ações cada vez mais valorizadas, a economia do país também está em um bom caminho; e o mesmo para o contrário.

É claro: isso não significa que um dia de queda do Ibovespa representa um colapso da economia ou que esta vai mal. 

Além de atuar como um termômetro da economia e do mercado naquele momento, háoutros impactos da bolsa que também podem ser sentidos por quem não investe nela.

Um deles é o “medo” e a incerteza do mercado. No momento da pandemia de coronavírus, por exemplo, com a bolsa de valores registrando quedas, medidas econômicas sendo implementadas e uma revisão da previsão para o IPCA, que deve ser menor do que o antes previsto, a incerteza da economia se instala. Com isso, empresários podem optar por não realizar novos investimentos; existe também o medo do desemprego, que tem impacto direto na renda das pessoas; e, claro, passa a existir o medo de uma nova crise econômica. 

É importante dizer também que as recentes oscilações da bolsa de valores estão relacionadas também à uma guerra de preços do petróleo – e, não somente por causa dos temores causados pelo coronavírus. .

Devo me preocupar?

As negociações da bolsa de valores são, em grande parte, movidas por especulações. Por isso, é importante manter a calma e não se desesperar – afinal, este é um dos sintomas de uma crise que pode ser agravada. O cenário econômico, no geral, é preocupante, mas medidas já estão sendo anunciadas e colocadas em prática para garantir que o impacto seja menor que o esperado. 

Aqui você confere alguns artigos que explicam um pouco os impactos que a economia tem sentido e dão um entendimento melhor do contexto atual. Veja:

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.58

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post