RG Único: entenda as mudanças no tradicional documento de identidade

O número do CPF passa a ser usado como padrão de identificação em todo Brasil.

Foi oficializado hoje, 23/02, o lançamento do novo documento de identificação nacional – o RG único.

O principal objetivo é impedir fraudes e centralizar as informações, já que hoje é possível retirar uma identidade em cada uma das unidades da federação.

A previsão é que, em até 10 anos, o RG físico (de papel) deixe de ser impresso, dando espaço aos documentos em formato digital.

Nada de papel

Só quem tem 60 anos ou mais pode seguir usando o RG tradicional por tempo indeterminado.

O tradicional papel verdinho poderá ser utilizado até o dia 6 de março de 2023. Depois dessa data, será obrigatória a apresentação do RG único no lugar do antigo (digital ou impresso).

Até quando posso usar o meu RG atual?

Além do app que reunirá todos os documentos dos cidadão brasileiros, o DNI (Documento Nacional de Identificação). O novo modelo de RG segue sendo emitido fisicamente, mas também poderá ser acessado pelo aplicativo Gov.br.

Como acessar?

Quer saber sobre outras mudanças nos documentos de identificação?

👆🏼