Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro PIB caiu 4,1% em 2020. O...

PIB caiu 4,1% em 2020. O que está por trás disso?

Resultado foi puxado pelo baixo desempenho do setor de serviços em meio à pandemia do Covid-19. Entenda o que está por trás desse resultado.



Em 2020, o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro caiu 4,1% no acumulado anual, divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira, 3 de março.

No comunicado, o IBGE explica que esse “é o maior recuo anual da série iniciada em 1996” e reforça que a queda “interrompeu o crescimento de três anos seguidos, de 2017 a 2019”, período em que o PIB acumulou alta de 4,6%.

Antes mesmo da divulgação oficial do resultado do produto interno bruto, estudos já estimavam uma queda maior de 4%. Com a confirmação, 2020 se consolidou com a maior contração anual do PIB desde 1996. Até então, a maior queda havia sido a de 2015, de 3,4%. 

O que isso indica?

PIB é a sigla para Produto Interno Bruto. Ele representa a soma de todos os bens e serviços produzidos dentro do país e é divulgado a cada três meses pelo IBGE. Na prática, ele serve como um termômetro da economia do país — se ela está em crescimento, estagnada ou encolhendo. O PIB é medido trimestralmente, com suas variações a cada três meses, e também no acumulado do ano. 

Ou seja: diminuições no PIB indicam que a atividade econômica está reduzida – há menos compra e, portanto, menos produção. Uma única queda pode ser um evento isolado, mas duas já indicam um problema maior.

Quando falamos de um PIB anual, como o divulgado pelo IBGE nesta quarta, é ainda mais preocupante, já que ele indica o comportamento da economia no acumulado de todo um ano — no último trimestre do ano, o PIB havia registrado alta de 3,2%, por exemplo. 

No total, em todo o ano de 2020, portanto, não houve crescimento da economia brasileira, mas sim um encolhimento, de acordo com o PIB registrado.

Por que o PIB caiu?

A pandemia do Covid-19 teve muita influência no resultado do PIB de 2020 e é considerada a principal razão para o encolhimento da economia brasileira.

Falando de setores que têm forte influência no PIB brasileiro, o setor de serviços teve uma retração de 4,5%, muito impactado por conta dos impactos da pandemia e das medidas para sua contenção. 

Também puxaram o PIB para baixo os setores de indústria, que no final do ano enfrentou falta de matéria-prima e encolheu 3,5%, e o de demanda — com famílias com um menor poder de compra, a demanda encolheu e, portanto, o consumo ficou menor, caindo 5,5% no ano.

No comunicado, o IBGE explica: “O resultado é efeito da pandemia de Covid-19, quando diversas atividades econômicas foram parcial ou totalmente paralisadas para controle da disseminação do vírus”.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.74

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post