Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Metas SMART: o que são e...

Metas SMART: o que são e como aplicá-las em sua vida

Ter uma meta bem definida, com uma linha do tempo para ser seguida e indicadores a serem acompanhados a torna mais fácil de ser atingida - essa é uma meta SMART. Saiba mais.



Chega o final de ano e, com ele, as metas para o ano que vai começar. Estabelecer objetivos é a parte fácil – o difícil, mesmo, é colocá-los em prática ao longos dos próximos meses. Por isso, uma boa estratégia pode ser usar a técnica das metas SMART, que ajuda  a definir planos mais objetivos e a alcançá-los s.

Mas o que são as metas SMART, o que essa sigla significa e como aplicar essa técnica?

O que são metas SMART?

As metas SMART são metas estabelecidas com cinco critérios claros em mente. A inicial de cada um deles, em inglês, forma a sigla SMART:

  • S de specific ( específico);
  • M de measurable ( mensurável);
  • A de attainable ( atingível);
  • R de relevant ( relevante);
  • T de time based (prazo). 

Na prática, seguir esses cinco passos na hora de estabelecer uma meta criam uma trajetória, metodologia e resultados claros para atingi-la.

Como assim?

É simples. “Ganhar mais dinheiro” ou “voltar a estudar” são metas, mas que não trazem nenhuma clareza de como ou quando serão atingidas. Por isso, alcançá-las pode ser mais difícil – e é aí que entram as metas SMART. 

S de Specific

Uma meta deve ser o mais específica possível. Isso significa que, no caso de uma empresa, por exemplo, objetivos do tipo “aumentar vendas” devem ser evitados – eles são vagos e não trazem clareza do que se quer alcançar, quem está envolvido ou como será atingida.

A ideia é tentar responder a algumas questões (o que deseja alcançar? Por que? Quem está envolvido para atingir a meta?) para chegar em um objetivo específico e ser direto.

Por exemplo: “juntar dinheiro” é uma meta vaga e que dá pouca clareza; por outro lado, “juntar R$ 1 mil em três meses” é uma meta específica do que deve ser atingido.

M de Measurable

Acompanhar o quão próximo você está de atingir sua meta é importante para saber o que ou quanto falta para isso. Por isso, uma meta deve ser mensurável – em outras palavras, ter indicadores que mostram o quanto você tem avançado ou não para chegar em seu objetivo. 

E vale dizer: esses indicadores não necessariamente são números; podem ser uma mudança de situacão, de lugar… Basta ser possível acompanhar o seu desenvolvimento.

A de Attainable

Pode até parecer óbvio, mas uma meta deve ser atingível. Basicamente, isso significa que ao definir a meta, ela deve ser alcançável e pé no chão.

Por exemplo: sabendo que você só consegue guardar até 30% de sua renda por mês, não é viável estabelecer que você deve guardar 70% do seu salário; fazendo isso, são grandes as chances de você não atingir o seu principal objetivo.

R de Relevant

Da mesma forma que uma meta deve ser tangível e específica, ela também deve ter uma relevância. De forma mais simples, este critério consiste em entender qual o impacto desta meta em sua vida, negócio ou outra esfera. Quanto mais relevante, maior a motivação para trabalhar até atingi-la e mais prioridade ela terá em relação a outras metas.

É claro: isso varia de pessoa para pessoa.

T de Time based

O último critério para estabelecer uma meta SMART é também um dos mais importantes: o tempo estabelecido para que ela seja alcançada. Podem ser semanas, meses ou anos, o que for mais adequado. 

Essa data limite e linha do tempo devem ser definidos também para poder avaliar o progresso ao longo do tempo junto de seus esforços.

Basicamente, portanto, uma meta SMART deve: 

  • Ser o mais específica possível;
  • Poder ter seus resultados medidos e acompanhados;
  • Ser atingível e realista;
  • Ser relevante – ou seja, ter importância; 
  • E ter uma linha do tempo e data limite para ser atingida. 

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

3.45

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post