Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início O Nubank #AsteriscoNão: Nubank in...

#AsteriscoNão: Nubank inicia movimento por transparência na comunicação

No Dia da Mentira, queremos que as marcas se comprometam a parar com meias-verdades e asteriscos.



Deixa a gente te fazer uma pergunta: qual foi a última vez que você leu as letras miúdas no pé de uma página? Ou prestou atenção ao que estava escrito lá no rodapé de um anúncio – perto do símbolo de *? A resposta é: provavelmente nunca. E é por isso que surgiu o movimento #AsteriscoNão.

Para o Dia da Mentira, o Nubank iniciou um movimento que convida as marcas a repensar a forma de se comunicar com os clientes – a abolir as letras miúdas e os asteriscos que escondem as meias-verdades.

Criamos a #AsteriscoNão e pedimos nas redes sociais que as pessoas marcassem empresas e instituições que gostariam de ver aderindo a esse movimento.

O que é o #AsteriscoNão

Sabe aquelas promessas incríveis que aparecem nas propagandas – “Uso Ilimitado*”,”Taxa Zero*” e afins? Elas quase sempre vêm com um asterisco ao lado, um símbolo bem pequeno indicando que tem mais alguma coisa que o cliente precisa saber.

O problema é que a informação colocada no cantinho ou no rodapé em letras miúdas é, na maioria das vezes, muito importante para quem está lendo e pouco conveniente para a empresa que está anunciando.  

O tal uso “ilimitado*” é verdade, mas quem checar o asterisco descobre que “*é por tempo limitado”. A “taxa é zero*”, mas se você prestar atenção vai descobrir que a condição só vale para quem “*gastar acima de R$100”.

E assim, de asterisco em asterisco, o cliente compra um produto ou assina um serviço sem entender bem aquilo que está levando.

Por isso, o Nubank começou um movimento pelo fim desse símbolo nas propagandas.

Sem asteriscos, sem letrinhas, sem meias-verdades. Criamos um manifesto e a hashtag #AsteriscoNão para que qualquer um possa convidar outras marcas a se juntarem ao movimento e repensarem como comunicam as suas vantagens aos clientes.

A transparência é um dos principais valores do Nubank – uma empresa que surgiu para acabar com a burocracia e devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira.

Ser claro, direto e passar a informação correta são princípios que sempre guiaram a nossa comunicação. No entanto, a gente também teve que repensar algumas coisas por aqui quando decidimos lançar o movimento #AsteriscoNão.

Quando o Nubank usou asteriscos

O Nubank sempre procurou ser o mais transparente possível na sua comunicação – mas, ainda assim, encontramos alguns casos de asteriscos usados em materiais que a gente divulgou.

Eles apareceram, por exemplo, em dois e-mails diferentes: um deles foi em Agosto de 2017; o outro, foi uma comunicação disparada algumas vezes entre 2015 e janeiro de 2019.

Nos dois casos, o conteúdo era o mesmo: uma tabela com o valor da taxa de juros do rotativo Nubank comparada às taxas médias de cheque especial e rotativo do cartão de crédito cobradas pelo mercado.

Os asteriscos foram usados nos valores do cartão de crédito rotativo e do cheque especial gerais do mercado. Eles indicavam a fonte desses números – uma média nacional de maio de 2015 realizada com dados do Banco Central. Ainda assim, esses e-mails já foram alterados.

Nos textos do nosso aplicativo na App Store e Google Play também usamos o asterisco para especificar que todos que aplicam para o cartão de crédito estão sujeitos a análises.

Print do texto em que o Nubank usou asterisco. A intenção nunca foi esconder a informação, mas acreditamos que existem maneiras mais claras de explicar sem usar esse sinal.

Como esse asterisco nunca foi planejado como forma de esconder algo, a explicação ligada a ele aparece logo abaixo, em tamanho de texto normal. Ainda assim, a gente já fez as alterações para deixar o texto claro, sem precisar de um *. Esse texto foi alterado para quem usa Android – e, em breve, será atualizado na loja de iOS.

Outros casos pontuais de uso do asterisco envolvendo a marca Nubank aconteceram com parceiros do nosso programa de benefícios, o Nubank Rewards. Algumas vezes, marcas parceiras realizam promoções ou concursos culturais e precisam incluir o asterisco para detalhar as condições desses eventos. Não podemos nos responsabilizar pela comunicação dos parceiros, mas estamos nos comprometendo a conversar caso a caso para evitar que isso aconteça.

Embora a gente não tenha realizado essas ações internamente, elas algumas vezes envolveram o Nubank Rewards – e a gente acha que está na hora de repensar como algumas coisas são feitas.

Como o Nubank vai agir daqui para frente

Nós nunca usamos asteriscos para esconder informações dos nossos clientes, mas também somos parte desse movimento e vamos continuar lutando para evitar ainda mais esse recurso.

Nos últimos meses, fizemos uma grande revisão de todas as nossas peças e chegamos a algumas conclusões.

A primeira delas é que há, sim, espaço para melhorar. Os materiais que a gente citou acima vão mudar e nós também começamos a conversar com marcas parceiras para repensar os anúncios específicos que envolvem o Nubank Rewards.

O segundo ponto é que a gente mapeou todas as vezes em que nossa comunicação descartou o asterisco e optou por um texto simples e direto para falar com o cliente.

Um exemplo é o texto que explica quando assinar o Nubank Rewards – nosso programa de benefícios do Cartão Nubank – vale a pena. A gente sempre foi muito direto ao ponto para dizer que ele só compensa para quem gasta mais de R$1.600 no cartão por mês.

Outro exemplo foi a cobrança de R$6,50 para saques na função Débito.

A gente sabia que seria difícil explicar o porquê da cobrança, mas decidimos que ser o mais transparente e direto possível era a única opção de nos mantermos fiéis aos nossos valores.

O print acima é de um post em que explicamos como funciona o saque no Nubank. Não usamos o asterisco em nenhum momento para esconder a informação dos clientes.

Nesse processo de revisar conteúdos, acabamos criando um guia interno para ajudar toda a empresa a ser transparente na comunicação – e, claro, esse guia inclui os usos do famoso asterisco.

Como outras pessoas podem se juntar ao #AsteriscoNão

A gente criou um movimento justamente para que mais marcas conversem sobre como tornar a propaganda mais transparente.

Qualquer empresa ou consumidor pode usar a #AsteriscoNão e se posicionar, opinar ou dividir ideias sobre como comunicar informações aos clientes.

Um ponto importante é que a # do movimento é uma forma de iniciar conversas. Consumidores que se sentirem lesados podem procurar o Procon ou as autoridades da sua região e abrir uma denúncia.

Além disso, o Nubank decidiu publicar por aqui algumas das lições que aprendemos usando e evitando asteriscos no nosso dia-a-dia. Esse guia pode ser uma base para abolir o asterisco da propaganda e usá-lo de forma consciente em outras comunicações com clientes.

Ah, e vale lembrar: o asterisco não tem culpa das confusões criadas em seu nome. Afinal, pobre coitado, ele é apenas um sinal de pontuação que, quando mal utilizado, pode dificultar bastante a interpretação dos textos.

4.88

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post