Início O Nubank Elis Regina e o novo sem...

Elis Regina e o novo sempre vem: a campanha de marca do Nubank

A icônica apresentação de "Como Nossos Pais" na voz de Elis Regina questiona quem vive no passado.

Como canta Elis Regina, “o novo sempre vem” – e foi com esse espírito que surgiu a primeira campanha institucional do Nubank.

O Nubank nasceu de uma revolta muito grande com as tarifas abusivas e experiências horríveis que somos obrigados a aturar como consumidores.

A gente sempre trabalhou desafiando os modelos tradicionais, quebrando velhas barreiras do mercado brasileiro. Por aqui, criamos soluções novas para facilitar a vida financeira das pessoas.

Poucas músicas nos emocionam tanto quanto a apresentação icônica de Elis Regina cantando “Como Nossos Pais” no Fantástico, em 1976. A letra resume muito bem a maneira como pensamos o presente, passado e futuro – e continua atual mais de 40 anos depois de ser gravada porque traz discussões muito ligadas ao nosso dia-a-dia.

Afinal, as “novas invenções” (“Digo que estou encantada com uma nova invenção“) têm provocado mudanças muito grandes no comportamento das pessoas.

Por isso, não podíamos ter escolhido alguém melhor para representar toda a nossa indignação e inconformismo com o sistema financeiro.

A campanha com Elis Regina foi feita em parceria com a agência Soko.

O que é a primeira campanha de marca do Nubank com Elis Regina?

O vídeo da apresentação de Elis foi todo repaginado: ganhou correção das cores e teve ruídos, defeitos e marcas que ficaram da digitalização removidos. Além disso, o áudio recebeu um tratamento especial para que a música soe melhor em smartphones e tablets.

A outra parte da campanha foi mais provocadora. Espalhamos frases icônicas da música por pontos movimentados de São Paulo – como as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Paulista (repletas de agências bancárias). Desde a semana passada, quem circulou por lá encontrou painéis com os trechos “Como Nossos Pais?”, “É você que ama o passado”, “Há perigo na esquina” e “O novo sempre vem”.

Por aqui, a gente acredita que a tecnologia, cada vez mais, será usada para eliminar processos e sistemas atrasados. Então, decidimos questionar: por que tanta gente ainda vive no passado, aceitando serviços ruins, cheios de filas e burocracias?  Será que as pessoas querem mesmo continuar vivendo “como nossos pais”, como há 20 ou 30 anos atrás?

Sabemos que muita gente não quer – afinal, 16 milhões de pessoas já pediram o Cartão Nubank. E sabemos que este é só o começo.

O novo sempre vem – e o futuro é roxo!

Digite seu nome

Quero receber a newsletter