Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro IR 2021 Você talvez precise dev...

Você talvez precise devolver o auxílio emergencial no IR 2021 – veja as regras

Pessoas que tenham tido rendimentos tributáveis acima da primeira faixa precisam devolver o benefício no Imposto de Renda.

No dia 24 de fevereiro de 2021, a Receita Federal divulgou as principais informações sobre a declaração do Imposto de Renda. Uma delas foi explicar quem precisa devolver o auxílio emergencial no IR 2021.

Em linhas gerais, as pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima da faixa mais baixa do IR, será necessário declarar e devolver o auxílio.

Entenda a seguir.

Quem precisa devolver o auxílio emergencial no Imposto de Renda?

Devem devolver o auxílio emergencial no Imposto de Renda 2021 as pessoas que tiveram, ao longo de 2020, rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76.

Para lembrar: rendimentos tributáveis são aqueles que entram no cálculo do imposto de renda – como salários, férias, comissões, renda com aluguel, benefícios previdenciários etc.

Em outras palavras: se a soma de tudo que você recebeu dessas categorias em 2020 foi maior que R$ 22.847,76, será necessário declarar e devolver o auxílio no IR 2021.

De acordo com a Receita Federal, o auxílio emergencial e o auxílio residual de R$ 300, que veio logo em seguida, também são rendas tributáveis – ou seja, precisam ser declarados.

Como declarar e devolver o auxílio emergencial?

As informações de como fazer a declaração e devolução do auxílio podem ser encontradas na página oficial da governo. Veja o passo a passo para navegar por ela.

Imposto de Renda 2021: o que você precisa saber?

O período de declaração do Imposto de Renda 2021 vai de 1 de março a 31 de maio (inicialmente o prazo iria até 30 de abril, mas foi prorrogado). O programa pode ser baixado no site da Receita Federal a partir do dia 25 de fevereiro de 2021.

Veja o calendário completo de declaração e restituições para este ano

Não sabe por onde começar? Veja as respostas para as principais dúvidas.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.5

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post