Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Outros Censo 2022: como saber s...

Censo 2022: como saber se é verdade e não golpe?

Pesquisa do IBGE que traça o perfil da população brasileira começou no dia 1° de agosto. Saiba como identificar um profissional credenciado pelo IBGE e garantir a segurança das suas informações no Censo 2022.



Atenção, brasileiros: a partir do dia 1º de agosto, cerca de 200 mil pessoas irão percorrer os domicílios de todo o país para realizar o Censo Demográfico 2022. A pesquisa, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) ocorre a cada dez anos, porém, por conta da pandemia da Covid-19, a ação, que era para ter acontecido em 2020, foi adiada.

Durante o período de coleta de dados, serão visitados mais de 70 milhões de domicílios em todo o Brasil. Responder as perguntas é obrigatório, mas é preciso tomar cuidado para não cair em golpes de pessoas que fingem trabalhar para o IBGE.  

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Para ter certeza de que está respondendo a um funcionário certificado, confira, abaixo, no que você deve ficar atento.

O que é o Censo?

O Censo Demográfico foi criado em 1872, ainda durante o Império, e, na época, era chamado de Recenseamento da População do Império do Brasil. Ele é uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e, a partir de 1890, passou a ocorrer a cada dez anos. 

O Censo é usado para reunir informações sobre a situação de vida da população em cada um dos municípios e localidades do país, incluindo informações como sexo, idade e distribuição de renda, por exemplo.

Durante os dias em que o Censo acontece, os pesquisadores do IBGE visitam todos os domicílios do país e aplicam um questionário contendo perguntas sobre temas como educação, trabalho, deficiência, cor ou raça, características dos domicílios, entre outras.

É importante responder ao Censo pois, além de fornecer dados atualizados sobre a população, permite que o governo planeje e desenvolva ações de forma mais adequada.

Como saber se é mesmo o Censo e não golpe?

É obrigatório que a população responda às perguntas do Censo, mas é muito importante ficar atento e saber identificar os recenseadores – como são chamados os profissionais credenciados pelo IBGE – para evitar cair em golpes.

Abaixo, veja no que você deve prestar atenção:

  • Uniforme: A primeira característica é a roupa usada pelos recenseadores: colete e boné azul-marinho que têm a sigla do IBGE e “Censo 2020”;
  • Identificação: Todos os profissionais devem usar um crachá de identificação, com nome completo, número da matrícula no instituto, número da carteira de identidade ou CPF e um QR code;
  • Equipamento: Os recenseadores carregarão um dispositivo móvel azul (semelhante a um celular) onde serão registradas todas as informações coletadas;
  • Informações: O papel dos recenseadores é coletar as informações fornecidas pelos moradores. Ou seja, não deve haver nenhuma fiscalização ou julgamento relacionados às respostas sigilosas dos moradores;
  • Transporte: Os entrevistadores utilizam carros identificados com o logo do IBGE e placas do Governo Federal;
  • Tempo e local de resposta: Na maioria dos casos, a conversa deve ser muito rápida, cerca de cinco minutos de duração, e ela pode ocorrer no portão da residência, ou seja, sem a necessidade de que o recenseador entre em cada casa.

Vale reforçar que o IBGE não pede informações cadastrais e nem bancárias nas pesquisas. Nunca compartilhe suas senhas e número de cartões.

Para garantir que o recenseador é credenciado, basta escanear o código com o seu celular  ou checar os dados neste link, do portal do IBGE. Também é possível verificar a identidade do profissional pelo telefone 0800-721-8181.

O IBGE realiza pesquisas por telefone?

Em alguns casos, sim. Algumas pesquisas do IBGE são realizadas por telefone, por meio do Centro de Entrevista Telefônica Assistida por Computador (CETAC). Dependendo da pesquisa, além do questionário, a abordagem telefônica pode solicitar a atualização cadastral do cidadão.

Mas atenção: ao entrar em contato por telefone, o entrevistador precisa se identificar, fornecendo nome, matrícula ou RG ou CPF, e o entrevistado, se considerar necessário, poderá verificar a veracidade dos dados neste link. Não passe informações nem sobre você e nem sobre sua família sem antes checar a veracidade da pesquisa e do profissional. 

Como responder o Censo pela internet ou telefone?

Assim como ocorreu no Censo de 2010, em 2022 os moradores podem optar por preencher o questionário pela internet. Primeiro, é obrigatória uma visita inicial, na qual o recenseador irá registrar cada endereço. Nesse momento, o cidadão poderá escolher o autopreenchimento, pela internet. A partir daí, será gerado um e-ticket, com prazo de validade de sete dias, para que a pessoa responda ao questionário online.

Procedimento pela internet

  • Caso o morador não responda no primeiro dia, ele receberá um SMS e um e-mail;
  • Se depois de quatro dias o cidadão ainda não tiver respondido, o IBGE irá entrar em contato por telefone, para checar o que aconteceu;
  • Se o prazo de sete dias expirar e o questionário ainda estiver sem resposta, o domicílio retorna aos aparelhos dos recenseadores para que possa ser realizada uma entrevista presencial.

Procedimento por telefone

Uma novidade no Censo 2022 é a possibilidade de preenchimento por telefone. Depois da visita para o cadastramento do endereço e de um primeiro contato, o morador  poderá escolher responder por telefone.

O IBGE irá enviar uma mensagem por SMS ou e-mail com uma senha. Ao entrar em contato pelo número 0800-721-8181, o informante deve passar essa senha que recebeu para autorizar os agentes a preencherem o questionário.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.26

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post