Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Empreender Usuários poderão pagar m...

Usuários poderão pagar múltiplas dívidas em um mesmo DARF. Entenda a novidade

Receita Federal anuncia mudança que permite o pagamento de dívidas em um mesmo Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) – juntos, os valores precisam superar o mínimo de R$ 10.



A Receita Federal anunciou na terça-feira, 27 de abril, uma mudança que promete agilizar e simplificar o pagamento de impostos e contribuições federais. Agora, empreendedores e pessoas físicas que precisam do documento poderão emitir múltiplos débitos pendentes em um mesmo DARF.

Lembrando: DARF é a sigla para Documento de Arrecadação de Receitas Federais. Basicamente, é uma guia que as pessoas e empresas devem gerar quando precisam pagar algum tipo de tributo – como se fosse uma espécie de boleto da Receita Federal.

O Imposto de Renda de pessoas jurídicas, por exemplo, é pago via DARF. Pessoas físicas que devem pagar IR sobre investimentos que não têm o imposto retido na fonte também devem emitir o documento.

DARF: o que mudou?

Até então, para cada imposto ou contribuição que precisasse ser pago, era necessário gerar um DARF diferente. Com a mudança anunciada pela Receita Federal, o sistema agora agrupa os saldos devedores no relatório de situação fiscal para emissão de um DARF único.

Em outras palavras: em vez de emitir vários documentos e precisar pagar um por vez, o contribuinte fará o pagamento em um DARF só.

A mudança também permite a unificação de débitos menores que R$ 10  –  que não eram cobrados antes  – desde que existam outros valores que, somados, superem o R$ 10 para sua emissão. Basta selecionar os débitos na situação fiscal e emitir o DARF.

Como emitir o DARF?

É possível emitir o Darf manualmente em um modelo disponibilizado no portal Regularize seguindo o passo a passo abaixo:

  • Acesse o portal Regularize e clique na opção “Emitir Guia de Pagamento” > “Emitir Darf/DAS parcial ou integral”;
  • Informe o CPF ou CNPJ do contribuinte devedor e o número da inscrição;
  • Clique em “Emitir Darf integral” ou “Emitir Darf parcial”;
  • Salve o documento ou imprima para realizar o pagamento em uma agência bancária, correspondente bancário ou canal de autoatendimento.

Quem é pessoa física precisa seguir um processo diferente:

  • Acesse o aplicativo da Receita Federal “Meu Imposto de Renda”;
  • Clique na aba “Serviço Pagamento”;
  • Em seguida selecione os botões “Consultar Débitos”, “Emitir DARF” e “Alterar Quotas”;
  • Por fim, clique em “Impressão” e emita seu documento novo.

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais.

2.87

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post