Fala, Nubank

Muito além do cartão de crédito

O 1º dia de quem vem trabalhar no Nubank

Como (e porquê) recebemos os novos funcionários de um jeito bem diferente do que existe no mercado

Aqui no Nubank a gente fala muito sobre encantar pessoas. Essa é uma missão de todas as áreas: garantir que a experiência do cliente seja incrível, sempre.

Inclusive, muita coisa já foi publicada sobre a forma como a gente desenvolve nossos produtos ou cuida do nosso atendimento. Mas existe uma parte muito importante desse processo de encantamento sobre a qual ainda não falamos fora do Nubank – o onboarding.

Onboarding é uma palavra em inglês usada no meio corporativo para definir a recepção de novos funcionários – quase como um “bem vindos a bordo”. Grandes ou pequenas, todas as empresas têm algum tipo de sistema para receber quem está chegando, cuidar da documentação e encaminhar a pessoa para a sua área.

Por aqui isso também acontece – mas de uma forma… diferente. Para o time de People & Culture do Nubank, que cuida de pessoas e contratações, é fundamental que todos os funcionários sejam encantados assim que entram. A gente acredita que só é possível tratar nossos clientes de forma excepcional se formos recebidos da mesma forma pela empresa.

Os desafios do onboarding

Os processos tradicionais de onboarding podem ser bem cansativos, com horas de palestras de gestores de várias áreas que têm pouca relação com o futuro dia a dia das pessoas na empresa. Muita gente termina essa fase de apresentação ainda perdida, sem saber ao certo para onde ir ou com quem pode contar. Além disso, existe uma grande ansiedade em relação à parte da documentação (quem já ficou com a carteira de trabalho “presa” no RH por semanas sabe bem…).

Esse formato simplesmente não funcionaria no Nubank. Se trabalhamos duro para oferecer produtos que eliminam a burocracia da vida dos nossos clientes, não podemos tolerar um processo demorado e burocrático para os nossos funcionários.

Conforme passamos de uma pequena startup para uma empresa com mais de 1000 pessoas, fomos aperfeiçoando nosso próprio método: um onboarding focado na imersão da cultura, que ajude quem está chegando a já construir um relacionamento com seus colegas e terminar o dia sem pendências burocráticas.

O primeiro dia no Nubank

O tema do onboarding é “Inconformados“, um adjetivo que faz parte da nossa história – afinal, o Nubank nasceu do inconformismo com as taxas abusivas e péssimo serviço oferecidos pelos grandes bancos brasileiros. Essa mentalidade de “questionar o status quo” é algo que buscamos em nossos candidatos e um dos valores que queremos passar no onboarding.

Todos os Nuvinhos (como chamamos os novos funcionários), de estagiários a diretores, têm o primeiro dia de onboarding juntos. Depois, são divididos para fazer uma imersão específica nas áreas em que irão trabalhar.

Durante esse dia, fazemos várias dinâmicas e atividades para que as pessoas se envolvam e se encantem com o Nubank – e não apenas tenham um sermão sobre como as coisas funcionam aqui dentro. Para a gente, esse processo de dinâmicas faz sentido pois “construir times fortes e diversos” é um dos pilares da nossa Cultura.

Para que o primeiro dia no Nubank seja uma experiência incrível, cuidamos de algumas coisas com antecedência.

Onboarding sem burocracia

Alguns dias antes, mandamos um link para que todos os novos funcionários tirem fotos de seus documentos e nos enviam digitalmente. É um processo simples, feito pelo celular, que dura apenas alguns minutos e poupa as pessoas de saírem de casa levando um calhamaço de documentos. No dia do onboarding, basta trazer a carteira de trabalho e a documentação médica.

Em paralelo, o Nubank já começa a fazer a configuração de todos os computadores dos novos funcionários, instalando os programas que cada um deles irá precisar em suas tarefas.

Também enviamos um e-mail de preparação com alguns materiais sobre a história da empresa e links de matérias sobre o mercado no qual atuamos. Explicamos que teremos dinâmicas e incentivamos os Nuvinhos a serem proativos e já virem preparados.

Neste mesmo e-mail também perguntamos algumas coisas, como a preferência de cada um na hora do almoço. A ideia é customizar a experiênciade quem está chegando e oferecer uma ótima recepção – da mesma forma que queremos oferecer um ótimo atendimento humanizado aos nossos clientes.

Imersão na Cultura Nubank

Esse kit de boas vindas ajuda a tornar tudo mais produtivo. No onboarding, ao invés de apenas ouvir palestras, as pessoas já têm material para trabalhar em grupos e criar conteúdo para dividir umas com as outras – da história da empresa a como funciona nosso atendimento.

Ao final do primeiro dia, quem entra no Nubank já sai com seus computadores configurados e a carteira de trabalho assinada (e devolvida). A gente também faz questão de apresentar quem está chegando para os seus times e garantir que todo mundo saiba com quem vai trabalhar na manhã seguinte.

Durante os próximos dias, os Nuvinhos terão treinamentos específicos em suas áreas. Quem não for trabalhar com atendimento passa ainda pelo Xpeer Experience – uma experiência atuando justamente com os chamados que chegam no Nubank. Essa imersão no atendimento ajuda a manter todo mundo na mesma página: oferecer, sempre, uma experiência incrível aos nossos clientes.

Eficiência, trabalho em equipe, foco no cliente, vontade de fazer diferente. Todos esses valores são essenciais para quem vem trabalhar aqui – e é por isso que eles estão tão presentes no nosso onboarding.

Para saber tudo sobre as nossas vagas, confira a página do Nubank no LinkedIn.

Tags

Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *