Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início MP 975: entenda o progra...

MP 975: entenda o programa de acesso a crédito para PMEs

O objetivo da medida provisória é destravar o crédito e fazer com que ele chegue aos donos de pequenas e médias empresas.



Apesar das iniciativas para ajudar os negócios impactados pela pandemia do novo coronavírus, o dinheiro não está chegando na ponta. Segundo uma pesquisa do Sebrae, 58% das pequenas empresas que procuraram crédito neste período tiveram o pedido negado.

Para tentar reverter essa situação, o governo publicou, no dia 2 de junho, a medida provisória 975 de 2020, ou MP 975, que institui o Programa Emergencial de Acesso a Crédito.

O objetivo, segundo o texto, é facilitar o acesso ao crédito disponibilizando mais garantias às instituições financeiras e, com isso, manter pequenas e médias empresas abertas.

O que diz a MP 975?

A medida provisória 975/2020, ou MP 975, cria o Programa Emergencial de Acesso a Crédito. O objetivo é dar mais garantia em operações de crédito e fazer com que o dinheiro chegue aos donos de pequenas e médias empresas brasileiras.

O governo federal vai aumentar até R$ 20 bilhões sua participação no Fundo Garantidor para Investimentos (FGI), administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para ser usado na cobertura de operações contratadas no contexto do Programa Emergencial de Acesso a Crédito.

Podem se beneficiar do programa as companhias que faturaram, em 2019, entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões. As regras de como isso vai funcionar, entretanto, ainda não foram definidas pelo Ministério da Economia.

Além do programa, a medida provisória 975 também altera a Lei 13.999, que criou o Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Essa mudança estabelece que o Fundo Garantidor de Operações (FGO) do Banco do Brasil cobrirá até 100% de cada operação feita pelo Pronampe, seguindo algumas regras estabelecidas. 

Mas, atenção: para funcionar, o Pronampe ainda depende de regulamentação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, do Ministério da Economia.

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais sobre ela aqui.

4.03

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post