Entenda como a inflação e o aumento típico do fim do ano impactam na ceia. Veja algumas dicas para evitar ciladas.

Deixou para a última hora? Veja quanto vai custar a  ceia

Com a proximidade das festas de fim de ano vem à mente a mesma preocupação de todo ano: o preço da ceia – que, em 2021, deve ficar ainda mais salgado. Neste ano, ela está em média 5,39% mais cara em relação a 2020, segundo a FGV IBRE.

– O panetone subiu mais de 25%;
– O preço do frango subiu mais de 24%;
– Carnes bovinas subiram mais de 14%;
– O peru e chester tiveram aumento de cerca de 7%;
– O lombo subiu mais de 4%;
– Já o pernil está 1,7% mais barato;
– O arroz também barateou mais de 8%.

Ranking da ceia 

Esses são os grandes vilões da ceia de 2021. Basta uma ida ao supermercado para perceber que panetone tá valendo ouro, com de alta. As frutas cristalizadas apresentaram o mesmo percentual de aumento.

Panetone e frutas cristalizadas

25,96%

O frango teve o maior aumento entre as aves, de  24,28%, segundo a FGV. Já o preço do peru e chester subiu 7,27%, segundo a Fipe.
Na dúvida, pesquise e pese o que é mais importante para você: pagar mais barato, ou manter ingredientes natalinos.

Vai ter peru na mesa?

Neste ano, as carnes de porco estão valendo mais a pena. O pernil suíno ficou mais barato 1,72% nos últimos 12 meses e é uma opção mais em conta para a ceia. O lombo, por outro lado, está 4,36% mais caro. As carnes bovinas tiveram um aumento ainda mais significativo, de 14,72%.

E as carnes?

Um dos poucos itens que tiveram redução no preço foi o clássico do dia a dia e presença fiel na ceia: o arroz. Nos últimos 12 meses o arroz ficou 8,27% mais barato, representando um pouco de alívio para o bolso.

Arroz mais barato

Dá pra encontrar preços melhores?

Existe o aumento natural da época de fim de ano, mas existem também os exageros. O Procon-SP identificou diferenças de aténos itens que compõem a ceia de fim de ano.

124,72%

Como fugir das ciladas?

Vá ao mercado com uma lista pronta do que você precisa comprar, já com eventuais substituições que podem ser necessárias se um ingrediente estiver caro ou indisponível.

Dicas do Procon -SP

1

Planeje-se

Compare os valores praticados em diferentes estabelecimentos. Se você tiver dúvida, entre em contato com o fornecedor antes de fechar a compra.

2

Faça pesquisa de 
preço

Fique de olho nas compras online: se preferir comprar pela internet, escolha sites confiáveis e desconfie de ofertas generosas demais.

3

Cuidado ao comprar online

Veja mais dicas para economizar no Natal

👆🏼