Prazo para pequenos empreendedores aderirem ao programa de parcelamento de dívidas termina amanhã

Chamado Relp, programa da Receita Federal também inclui MEIs. Veja como participar.

O prazo de adesão ao programa de parcelamento de dívidas da Receita Federal se encerra amanhã,  31 de maio!

Atenção, empreendedor:

O Relp, Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional, é destinado a micro e pequenas empresas, incluindo MEIs.

Com ele, empresas podem reduzir ou até mesmo quitar dívidas com o Fisco, de modo proporcional a perda de faturamento durante a pandemia.

Ou seja: quanto maior a perda, maior o desconto.

Os pagamentos podem ser feitos em até 15 anos (180 vezes), com redução de até 90% das multas e juros.

Mesmo empresas que não fazem mais parte do Simples Nacional podem pedir a adesão.  Basta apenas que as dívidas tenham sido apuradas via Simples até fevereiro de 2022.

A adesão ao Relp pode ser feita pelo Portal  e-CAC ou pelo Portal do Simples Nacional.

Quem tem débitos em Dívida Ativa, deve fazer a negociação pelo  portal Regularize.

4. Clique em "Avançar" e preencha o formulário com informações do seu negócio; 5. Após concluir e salvar o preenchimento, vá até o menu "Adesão", no topo da página e clique em "Parcelamento"; 6. Clique em avançar, escolha as modalidades de parcelamento e siga as orientações de preenchimento na tela;

7. Ao final do processo, clique em "Confirmar" e, em seguida, em "Sim" para aceitar a negociação; 8. A tela com o resumo da solicitação da negociação aparecerá no mesmo instante. Nesta tela, clique no botão "Documento de Arrecadação" para emitir o documento da primeira parcela.

Em todos os casos, é necessário indicar o número de parcelas e as dívidas que quer incluir.  A adesão ao programa só será confirmada após o pagamento integral da primeira parcela.