"Posso ter Pix em mais de um banco?"

A resposta curta é sim. Mas vale entender que não é você que "tem" o Pix. Veja a explicação.

30 de janeiro de 2021

O Pix, novo meio de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central, funciona no Brasil desde novembro de 2020. Desde então, já foram feitas mais de 140 milhões de transações usando ele.

Apesar de já estar sendo usado bem utilizado, uma dúvida ainda aparece com frequência:

Afinal, dá para "ter" o Pix em mais de um banco ou instituição financeira?

A resposta é sim.

Mas a primeira coisa a se entender é que não é você que tem o Pix e sim, o banco ou fintech onde você tem conta. Ou seja, você pode fazer Pix por qualquer instituição que o ofereça.

Como assim?

O Pix nada mais é que um meio de pagamentos oferecido pelas instituições. Assim como você pode fazer uma TED por qualquer banco que a ofereça, o Pix também pode ser feito em quantos bancos ou fintechs você quiser.

O que acontece de vez em quando é as pessoas confundirem "ter Pix" com "ter chave Pix".

Quando você cadastra uma chave em uma das suas contas, aquela chave (que pode ser seu CPF, e-mail, número de celular ou um código aleatório) vira a única informação que você precisa passar para receber dinheiro naquela conta.

E a resposta continua sendo sim: dá para ter chaves cadastradas em quantas instituições quiser. Basta seguir essas regras: – A chave não pode ser repetida; – Só podem ser cadastradas até cinco chaves por conta (no caso de PJs, 20 chaves por conta).

Mas é importante lembrar:

Você não precisa ter chaves para usar o Pix. Quem não cadastra pode fazer a operação passando seus dados normais da conta.

Quer saber mais sobre Pix?

👀