6 dúvidas sobre  o Pix respondidas

O que é?  Como funciona?  Tem cadastro?  E as chaves?  Entenda de vez o Pix, novo meio de pagamentos do Banco Central.

23 de outubro de 2020

1. O que é Pix?

É o novo meio de pagamentos criado pelo Banco Central.  Ele é instantâneo: o dinheiro cai na hora, em até 10 segundos - e funciona todos os dias (inclusive fim de semana e feriado).  Na prática, o Pix funciona como uma alternativa ao TED e Doc, por exemplo. Ele vai aparecer no site ou app do seu banco - assim como o TED. Não precisa baixar nada para usar. 

2. Quais as vantagens do Pix?


Instantâneo: as transações serão completadas em até dez segundos.
 Disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana: até mesmo em feriados.Barato: gratuito para pessoas físicas em transações online. Para pessoas jurídicas, poderá ser cobrado - mas no Nubank será gratuito também para PJ.

3. O que são as chaves do Pix?



São “apelidos” opcionais para a sua conta. Existem quatro tipos: CPF ou CNPJ, e-mail, número de telefone celular ou chave aleatória, gerada pela instituição.
 Por exemplo: se você cadastrar seu CPF em uma conta e quiser receber um Pix nela, bastará informar seu CPF para a outra pessoa transferir o dinheiro – não precisa falar agência, conta, nome completo etc.
.

4. Como o Pix funciona?


O Pix funciona dentro do app ou site da sua instituição financeira.  Quando ele for lançado, em novembro, todos os aplicativos e canais digitais da maioria das instituições passarão a oferecer o Pix como uma opção de pagamento – não será necessário fazer download de outro aplicativo.

5. Como me cadastrar?


Não é necessário e nem obrigatório fazer um cadastro no Pix para poder usá-lo – basta ter uma conta em uma das instituições que vão oferecer esse meio de pagamento.  O cadastro de chaves também não é obrigatório: ele é só uma recomendação para deixar a experiência mais prática.


6. Como usar o Pix? 

A partir de novembro, basta abrir o site ou app da sua instituição e usar o Pix - da mesma forma como hoje você usa a TED.  Também será possível usar o Pix em estabelecimentos físicos – o dono de um estabelecimento pode gerar um QR Code e deixá-lo à mostra para que os clientes façam o pagamento.