O que está acontecendo com as criptomoedas?

Entenda o motivo da forte desvalorização das moedas digitais e saiba se é hora de comprar.

Juros mais altos nos EUA tornam os investimentos em títulos do tesouro norte-americano (treasuries) mais rentáveis, o que reduz a procura por ativos de maior risco. Assim, os investidores migram para investimentos considerados mais seguros.

E o que  isso tem a ver?

Oscilações no preço das criptomoedas não são novidade. Já no primeiro dia de 2021 o bitcoin bateu um novo recorde com a cotação em mais de US$ 30 mil.

Montanha russa

Dias depois, chegou aos US$ 40 mil – dobrando de valor em pouco mais de um mês. Em novembro de 2021, ele chegou a valer US$ 69 mil.

Agora, o bitcoin está abaixo dos US$ 30 mil, o que representa uma queda de quase 60%.

As stablecoins, criptomoedas atreladas ao valor de ativos convencionais, como o dólar, também passam por desvalorização.

A turbulência começou com a criptomoeda Terra USD que, ao contrário de outras stablecoins, usa um algoritmo para manter sua paridade com o dólar.

Depois que uma grande quantidade da cripto foi vendida, o preço da Terra USD começou a cair, o que fez com que mais pessoas vendessem suas criptomoedas, derrubando ainda mais o valor da stablecoin. A Terra USD caiu mais de 99%, chegando a valer quase zero.

Como esse é um mercado bastante interconectado, a queda das stablecoins também puxou o preço de várias outras criptos para baixo, inclusive o bitcoin

O que fazer?

As criptomoedas têm alta volatilidade, ou seja, uma grande oscilação nos preços. O risco também é alto nesse tipo de ativo.

Para o analista da NuInvest, Hugo Carone, assim como no mercado de ações, comprar uma criptomoeda em uma momento de baixa pode ser uma boa oportunidade desde que o ativo seja de qualidade.

Oportunidade?

Por isso, é preciso cautela e informação para entender como escolher criptomoedas para comprar.

Reserve um tempo para conhecer todos os detalhes, entender os termos e o que está por trás das moedas que te chamaram a atenção. Vale, inclusive, começar pelas mais conhecidas, como o bitcoin e ether (criptomoeda oficial da rede Ethereum).