NuSócios

5 dúvidas sobre o pedacinho do Nubank respondidas

A sequência que você vai ver é um material publicitário. Antes de investir, leia o prospecto e o formulário de referência, em especial a seção fatores de risco.

O IPO do Nubank está chegando. E, com ele, começa o programa NuSócios, que oferece milhões de pedacinhos do Nu para clientes sem nenhum custo.

Mas o que é, na prática, um pedacinho do Nubank? O que pode ser feito com ele? Precisa declarar no Imposto de Renda?

Veja as respostas para as principais dúvidas a seguir.

1. O que é um pedacinho?

O pedacinho é um BDR: um certificado que representa uma fração de uma ação da Nu Holdings, a empresa líder do grupo Nubank.

A estimativa é que o pedacinho vai representar 1/6  de uma ação ordinária classe A da Nu Holdings, empresa líder do grupo Nubank.

2. Quanto vale um pedacinho?

Essa fração será confirmada ao fim do IPO, e aí as pessoas saberão o valor do BDR que aceitaram.

3. Quem pode ter um pedacinho?

Quem tem conta do Nubank, não está inadimplente com o Nu e fez ou recebeu uma operação nos últimos 30 dias. Exemplos de operações são um Pix, uma compra no cartão, uma transferência...

Queremos que o maior número de clientes se tornem sócios. Mas existe um número limitado de pedacinhos disponíveis. Por isso, quem quiser ser dono de um precisa aceitá-lo no aplicativo.

4. O pedacinho precisa ser declarado no Imposto de Renda de 2022?

Não. No IR de 2022 (que é referente ao ano de 2021) não é necessário declarar o pedacinho.

Isso porque o seu pedacinho só pode ser negociado 12 meses depois da emissão.

Durante esse período restrito, lançaremos conteúdos para você aprender mais sobre o mercado – em especial, os riscos.

Depois do período de um ano, você poderá decidir o que fazer com seu pedacinho.

Aí sim, a partir de 2023, talvez seja preciso declarar no Imposto de Renda. Quando esse momento chegar, vamos mandar instruções para você fazer isso corretamente.

5. E depois, precisa declarar?