Preços sobem 0,26% em setembro: 
saiba o que ficou mais caro 
e mais barato 
no mês

Preços sobem 0,26% em setembro: 
saiba o que ficou mais caro 
e mais barato 
no mês

Inflação é o aumento dos preços de bens e serviços e, no Brasil, ela é medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Em setembro, o índice apresentou uma alta de 0,26%. 

A variação representa uma leve aceleração do aumento dos preços dos produtos e serviços consumidos pelos brasileiros. Em agosto, a alta foi parecida, de 0,23%.

No acumulado de 2023, a inflação ficou em 3,50%. Com isso, o índice fica acima da meta estabelecida pelo Banco Central para o ano, que é de 3,25%.

Já nos últimos 12 meses, os preços subiram 5,19%, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em setembro, a gasolina foi o item que mais influenciou a alta do IPCA. Sozinha, ela ficou 2,80% mais cara no mês.

O que aconteceu
em setembro?

Segundo o IBGE, os combustíveis são os produtos com maior peso na inflação, pois contribuem para a alta de outros itens de forma direta e indireta.

Dos 9 setores analisados pelo IBGE, apenas três apresentaram queda de preços no mês: Alimentos e Bebidas (-0,71%), Artigos de Residência (-0,58%) e Comunicação (-0,11%).

Já os grupos Transportes (+1,40%), Habitação (+0,47%) e Despesas Pessoais (+0,45%) registraram os maiores aumentos em setembro.

Limão: + 13,52%
Passagem aérea: + 13,47%
Óleo diesel: + 10,11%
Abobrinha: + 7%
Peixe-peroá: + 6,88%
Azeite de oliva: + 4,99%
Fermento: + 4,86%
Transporte por app: 
+ 4,61%
Laranja-lima: + 4,45% 
Maçã: + 4,21%

O que ficou 
mais caro?

Peixe-filhote: – 14,01%
Pepino: – 12,95%
Peixe-dourado: – 10,91%
Batata-inglesa: – 10,41%
Cenoura: – 9,19%
Mamão: – 9,06%
Cebola: – 8,08%
Açaí (emulsão):– 7,91%
Feijão carioca: – 7,55%
Aluguel de veículo: – 5,40%

E o que ficou 
mais barato?

Uma inflação maior corrói o valor do dinheiro. Por isso, o que você comprava ontem com R$ 100 já não consegue comprar hoje.

Como a inflação afeta o seu bolso?

Além disso, a inflação afeta o custo de muitos produtos financeiros que você conhece bem, como seu cartão de crédito. Ou seja, tudo fica mais caro.

Não é possível saber. Em junho, o IPCA chegou a registrar inflação negativa (deflação) e o ritmo de alta dos preços neste ano está menor do que nos anos anteriores.

Quando a inflação vai cair?

Economistas ouvidos pelo Banco Central esperam que o IPCA termine 2023 em 4,86%.