Inflação sobe 0,84% em fevereiro: o que ficou mais caro e mais barato?

Inflação sobe 0,84% em fevereiro: o que ficou mais caro e mais barato?

Desta vez, os produtos e serviços relacionados à Educação fizeram os preços subirem pelo quinto mês seguido.

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), índice oficial da inflação, teve uma alta de 0,84% em fevereiro. No acumulado de 2023, os produtos ficaram 1,37% mais caros. Já nos últimos 12 meses, os preços subiram 5,6%, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O que aconteceu em fevereiro?

Inflação é o aumento do preço de bens e serviços. E ela já começou o ano em alta, principalmente por conta do aumento dos alimentos e combustíveis. Em fevereiro, especificamente, foram os reajustes das matrículas, mensalidades e material escolar que pesaram.

Mas não é de hoje que os brasileiros têm sentido o salário terminar antes do fim do mês. Desde 2020 a inflação não dá trégua.

Uma inflação maior corrói o valor do dinheiro. Ou seja, o que você comprava ontem com R$ 100 já não consegue comprar hoje. Além disso, a inflação afeta o custo de muitos produtos financeiros que você conhece bem, como seu cartão de crédito. Tudo fica mais caro.

Como isso afeta o seu bolso?

Os produtos e serviços dos setores de Educação e Saúde foram os que mais influenciaram o aumento da inflação em fevereiro. Dos 9 setores analisados pelo IBGE, oito apresentaram alta no mês.

Quais setores subiram mais?

Veja, ao lado, os dez produtos que ficaram mais caros e os dez que ficaram mais baratos em fevereiro de 2023.

O que ficou mais caro e mais barato no mês?

Cenoura: 19,52%
Abobrinha: 13,60%
Mamão: 12,25%
Trem: 11,81%
Manga: 10,46%
Ensino Médio: 10,28%
Ensino Fund.: 10,06%
Couve: 9,99%
Brócolis: 9,89%
Pré-escola: 9,58%

O que ficou 
mais caro

Limão: – 14,93%
Abacate: – 13,68%
Cebola: – 11,82%
Batata-inglesa: – 11,57%
Tomate: – 9,81%
Passagem aérea: – 9,38%
Tubérculos, raízes e legumes: – 8,08%
Banana-maçã: – 7,17%
Pimentão: – 6,65%
Aluguel de veículo: – 6,18%

O que ficou 
mais barato