Dia do solteiro

Dia do solteiro

Na China, 11 de novembro é dia de celebrar a solteirice e se presentear com descontos a la Black Friday. Agora, essa tradição chegou ao Brasil. Veja como se preparar.

11 de novembro de 2020

Dia do solteiro em novembro?

No Brasil, essa data é comemorada oficialmente no dia 15 de agosto. Mas uma tradição chinesa está criando uma nova data comercial focada em oferecer descontos para os clientes: 11 de novembro.

A tradição, chamada de Guanggun Jie na China, começou em 1993 com estudantes da Universidade de Nanquim.O objetivo era fazer um evento contrário ao Dia dos Namorados, incentivando os estudantes solteiros a se presentearem. Hoje, essa é a principal data comercial na China.

Para se ter uma ideia, o Dia do Solteiro é uma data tão importante para o comércio chinês que, em 2018, movimentou mais de US$40 bilhões em apenas 24 horas – número que cresce ano após ano.

Talvez você tenha notado que, em numerais, o Dia do Solteiro fica 11/11 (1-1-1-1). São quatro “uns”, representando quatro pessoas solteiras uma ao lado da outra.

curiosidade

O Dia do Solteiro chinês chegou ao Brasil assim como a Black Friday: com redes varejistas adotando a data como um dia para oferecer descontos e aumentar as vendas.É importante ficar atento para não sair comprando por impulso e acabar endividado.

E no Brasil?

1

Como controlar os gastos?


Não se deixe levar pelas ofertas e porcentagens piscantes de desconto. Liste tudo o que você gostaria de comprar e o que realmente precisa – ou tenha uma quantia já separada para gastar. 

Comece fazendo listas e separando dinheiro

2

Pesquise

Com a lista dos produtos ou a verba já definida, chegou a hora de pesquisar os preços. Compare em diferentes lojas, veja o histórico ao longo do tempo e anote os valores. Assim, será possível ver se os produtos anunciados no Dia do Solteiro estarão realmente com desconto.

3

Lembre-se dos gastos de fim de ano

É fácil se perder nas promoções e esquecer que pela frente ainda tem Black Friday, amigos secretos, Natal, Reveillon, gastos de começo do ano, carnaval e por aí vai…