Clássicos como The Sims e Banco Imobiliário podem ensinar sobre como lidar com dinheiro na vida real.

Dá pra aprender finanças com jogos?

28 de novembro de 2020

Aprender finanças pessoais provavelmente não está no topo da lista do que fazer para relaxar. Mas jogar pode estar – seja videogame, jogos de tabuleiro ou no celular. Então por que não aproveitar esse momento de descontração para aprender alguns conceitos financeiros?

Alguns jogos bem conhecidos, como The Sims, SimCity e Banco Imobiliário, podem ensinar lições valiosas sobre como lidar com dinheiro. Confira a seguir.

1

Só dá para crescer com planejamento – na vida real não tem klapaucius

Uma tradição do jogo The Sims é usar códigos para fazer dinheiro – como os clássicos klapaucius e motherlode. Mas os jogadores que decidem construir sua fortuna do zero sabem que, para aumentar a casa, comprar móveis melhores ou construir uma piscina é necessário planejamento. 

Afinal, também existem as contas do dia a dia que precisam ser pagas e – sem usar códigos – não dá para ter tudo de uma vez. Ótima oportunidade para aprender a se planejar e traçar objetivos para o dinheiro – tanto no jogo quanto na vida real.

2

Ao tomar uma decisão, é importante pensar no médio e longo prazo

São poucas as pessoas que tiveram ou vão ter a oportunidade de administrar uma cidade de verdade, mas muita gente já ocupou ou ocupa a prefeitura de SimCity – jogo lançado em 1989 (e sucesso até hoje) em que os jogadores têm que construir e administrar uma cidade.

E, se cuidar de uma casa já é desafiador, gerir um município inteiro é muito mais. Com o dinheiro recolhido a partir de impostos, taxações e outras cobranças, o jogador têm que decidir a melhor forma de cuidar da cidade e fazê-la prosperar. 

Isso passa por resolver questões urgentes, como apagar um incêndio – literalmente –, até outras de médio e longo prazo – como investir no transporte público para que o uso de transporte particular diminua e, com isso, diminuam também congestionamentos e poluição.

Esta, inclusive, é uma lição importantíssima de SimCity: tomar decisões hoje pensando no médio e longo prazo. 

Construir instalações públicas, como hospitais e escolas, pode sair caro, mas deixar de investir nisso para economizar pode causar um grande prejuízo no médio e longo prazo – podendo até fazer com que muitos moradores deixem a cidade.

Na vida real de quem não administra uma cidade, essa experiência espelha outras decisões: é muito importante pensar nos custos no curto, médio e longo prazo. Deixar de gastar agora pode causar um rombo no futuro.

3

Não importa o que aconteça, tenha uma reserva financeira

Se o pavor de muitos adultos é ver o dinheiro indo embora com boletos, o de quem joga Banco Imobiliário é ficar sem dinheiro no caixa – e ser obrigado a assistir aos outros jogadores esbanjando suas notinhas falsas.

Por isso, os jogadores precisam ser bem estratégicos na hora de investir sua fortuna. Quem sai comprando tudo o que aparece pela frente, por exemplo, pode ficar sem dinheiro para pagar suas obrigações financeiras – o que pode levar à falência.

Em outras palavras: por mais que certa oportunidade pareça um ótimo negócio, é necessário estratégia para entender se realmente vale a pena – ou se é só mais uma cilada que vai consumir todo seu dinheiro. Afinal, o objetivo é sempre ter dinheiro em caixa.

Na vida real, ter uma reserva de emergência é muito importante para não ser pego de surpresa e ter maior segurança financeira.