Celular clonado

Celular clonado

Entenda o golpe que invade seu aparelho ou zap – e veja como se prevenir

12  de  novembro de 2020

A tal “clonagem” do telefone acontece quando terceiros conseguem usar os serviços do seu aparelho. O nome pode se referir a basicamente dois tipos de golpe:

1- Clonagem do aparelho2- Clonagem de aplicativos de mensagem

O que é?

1

Clonagem do aparelho

O que é: quando alguém consegue usar a sua linha para fazer chamadas – e você paga a conta.

Ou seja: o celular clonado é o aparelho usado pelo criminoso para fazer ligações como se fosse o aparelho da vítima.
COMO?

1

Cada telefone possui uma combinação única de códigos do aparelho e do assinante;

2

Quando o celular é ligado, os códigos são enviados para a rede da telefonia para a autenticação;

3

Criminosos usam aparelhos para interceptar essa comunicação e habilitar os códigos em outro telefone;

4

Quando isso acontece, a operadora não consegue distinguir o aparelho clonado do original: é como se houvesse apenas um.

Segundo a Anatel, esse tipo de golpe não é tão comum por ser mais sofisticado – mas vale ficar de olho. Indícios do golpe– receber muitas chamadas erradas– ter dificuldades para completar ligações. – créditos acabando muito rápido ou conta chegando mais alta do que de costume.

O que é: quando alguém tem acesso ao seu aplicativo de troca de mensagens e consegue se comunicar com seus contatos como se fosse você.

2

Clonagem de app


O golpe mais comum é o de induzir a vítima ao erro, fazendo com que ela entregue o acesso ao app aos criminososVEJA COMO >>> =

1

A maioria dos apps de mensagens possui um sistema de verificação por meio de SMS.

2

Se você tentar cadastrar seu número em um novo dispositivo, uma mensagem de confirmação será enviada para o seu telefone .

3

Os criminosos criam um pretexto para entrar em contato com a vítima: uma loja oferecendo uma promoção, uma oportunidade imperdível, um sorteio, uma verificação de segurança da operadora, etc… 

4

O próximo passo é dizer que, para confirmar o prêmio/checagem, um código será enviado para o seu telefone – e você precisa repassar esse código a eles.

5

Em paralelo, os próprios criminosos tentam cadastrar o seu app (usando seu número de telefone) em um novo aparelho. 

CUIDADO!

6

Com o código, os criminosos conseguem acessar seu cadastro no app e, muitas vezes, se passar por você para pedir dinheiro aos seus contatos.


E ATENÇÃO: Links  enviados por mensagem ou redes sociais, também podem ser armadilhas para tentar acessar algum app=

Prevenir?

Como se 

1. Desconfie de links, SMS ou mensagens que pedem para você clicar em algo;2. Nunca passe senhas ou códigos;3. Ative as camadas de proteção, senha e verificação em múltiplas etapas do seu serviço;4. Nao deixe o celular desbloqueado em locais públicos, como festas;5. Em caso de problemas, contate o suporte do app e avise seus conhecidos.