Finanças pessoais

5 passos rápidos para quem quer começar a se organizar

15 de fevereiro de 2021

Organizar as finanças, gerenciar as contas, saber quanto entra e sai do seu bolso todo mês… No papel, é simples listar os passos para ter uma vida financeira organizada. Mas se a sua realidade está longe desse mundo ideal, fique tranquilo: você não está sozinho.

Segundo uma pesquisa do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) de 2019,

não administram suas finanças pessoais.

36% dos brasileiros

Guardar dinheiro é um desafio para a maioria das pessoas. Segundo a mesma pesquisa do SPC, 18% dos entrevistados dizem não ter disciplina para se planejar. Outros 12% alegam ter preguiça e 11% dizem não ter tempo.

Se essas dificuldades soam familiares, veja a seguir um passo a passo para começar o planejamento das suas finanças pessoais.

1

Avalie o quanto ganha e o quanto gasta

Se você não sabe quanto entra, quanto sai e pra onde vai, organizar as finanças é praticamente impossível. Por isso, o primeiro passo é ter esses números em mãos.Separe seus gastos por categoria. As principais são:

Moradia (aluguel, contas);Transporte (apps, gasolina, transporte público);Alimentação (restaurantes, supermercado);Saúde (convênio, consultas);Educação (mensalidades, cursos, material);Casa (produtos de limpeza, faxina, manutenção);Serviços (TV a cabo, internet, plano de telefone, streaming);Dívidas (empréstimos, parcelas);Lazer (compras, viagens).

2

Veja (e, se preciso, negocie) suas dívidas

Negocie valores, taxas e, antes de guardar dinheiro para alguma viagem ou compra de grande valor, certifique-se de que não terá despesas atrasadas. Elas se tornam uma bola de neve com o tempo e, por isso, quanto mais você deixá-las em aberto, mais se endividará. Elas devem ser prioridade nesse momento.

3

Monte um orçamento

Com os gastos e receitas organizados, é hora de montar um orçamento. Basicamente, essa etapa consiste em detalhar esses números nas categorias listadas e estabelecer um valor máximo ou porcentagem de sua renda para cada uma delas.

O orçamento é um guia que ajuda na hora de planejar e cumprir os gastos. Ele não deve ser visto como algo que engessa as suas ações – mas sim como um controle das suas finanças pessoais.

Importante

4

Comece a guardar dinheiro

Uma vez sem pendências financeiras, você pode começar a guardar dinheiro. Se você ainda não tem outra economia, vale começar por uma reserva de emergência: aquele dinheiro que você não sabe quando precisará usar, mas que está disponível para emergências ou imprevistos.

5

Continue – e tenha um objetivo em mente

A ideia de ter esse planejamento é sempre conseguir economizar e atingir seus objetivos financeiros – sejam eles aposentar-se mais cedo, comprar um carro, pagar pelos estudos, fazer uma viagem…

Lembre-se: dar o primeiro passo é importante. O seu orçamento pode mudar e se adaptar, mas é fundamental ter sempre visibilidade do que você ganha e do quanto gasta.

Quer ler mais sobre finanças de um jeito simples e leve?

Inscreva-se na nossa newsletter

✉️