100

milhões

de pessoas  usam o Pix

Mas será que você sabe tudo sobre ele? Teste seus conhecimentos.

Prestes a completar 1 ano de vida, o Pix chegou a 100 milhões de usuários.

Entre novembro de 2020, quando foi lançado, e o fim de setembro de 2021, mais de 101 milhões de pessoas usaram o Pix.

Ainda assim, algumas dúvidas persistem sobre o meio de pagamentos.

E você, será que conhece as respostas de algumas das dúvidas mais comuns sobre o Pix?

Teste seus conhecimentos

"Precisa se cadastrar para usar o Pix"

✅  Verdadeiro ❌  Falso

Lembrando: a chave é apenas um facilitador do Pix, já que você só precisa passar uma informação. Mas quem não tem chave pode passar os dados de sua conta e receber normalmente.

"Pix não é seguro"

✅  Verdadeiro ❌  Falso

❌  Falso

O Pix tem diversos mecanismos de segurança – alguns iguais aos que já existem em outros meios de pagamentos, outros ainda mais novos e sofisticados. A segurança do sistema foi reforçada pelo Banco Central diversas vezes. Isso não significa, no entanto, que não existam golpes que usem o Pix.

É comum ouvir casos de pessoas que caíram em golpes, fizeram transferência por Pix e não conseguiram reaver o dinheiro.

"Pix funciona 24 horas"

✅  Verdadeiro ❌  Falso

 Verdadeiro

O Pix funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano (incluindo feriados e fins de semana). Mas, por questões de segurança, existem algumas limitações de valores que podem ser transferidos em certos horários.

O Banco Central fixou um limite noturno do Pix de R$ 1 mil. Das 20h de um dia às 6h do dia seguinte, esse é o valor máximo que pode ser transferido entre pessoas físicas. O mesmo vale para boletos.

Se quiserem, os clientes podem pedir aumento do limite. A instituição deve efetivar a mudança entre 24 e 48 horas após a solicitação.

Quer saber tudo sobre Pix?

👆🏼