Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Sair das Dívidas Devo usar o saque do FGT...

Devo usar o saque do FGTS para quitar dívidas?

O governo anunciou em julho o saque imediato das contas do FGTS. Se você tem dívidas, explicamos por que pode ser uma boa opção usar esse dinheiro para pagá-las.

Responda rápido: o que você pretende fazer com o saque imediato do FGTS anunciado em julho pelo governo?

a) Compras, estou merecendo um presente;
b) Uma viagem para descansar;
c) Investir no meu futuro, claro;
d) Começar meu pé de meia.

Se você escolheu qualquer uma das opções acima, mas está com contas atrasadas, talvez seja melhor repensar. A gente te explica por que usar o dinheiro do FGTS para quitar dívidas é uma boa opção.

Começando pelas novas regras do FGTS

Em julho de 2019, o governo anunciou a liberação do saque imediato do FGTS. Os trabalhadores poderão realizar um saque de até R$500,00 de cada conta (ativa ou inativa) do FGTS a partir de setembro, seguindo um cronograma específico.

Calendário do saque FGTS 2019: saiba quando você poderá sacar

Outra mudança anunciada é que, a partir de 2020, os trabalhadores poderão fazer saques anuais das contas do FGTS – chamado pelo governo de saque-aniversário.

Quer entender tudo sobre as mudanças do FGTS? A gente explica neste outro post

Por que usar o FGTS para pagar dívidas?

Apesar de não ser permitido sacar o valor total do FGTS, os R$500,00 de limite por conta significa muito para milhões de brasileiros.

De acordo com dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 37,4% dos brasileiros inadimplentes têm dívidas de até R$500,00. Ainda, 15,9% das dívidas varia de R$500,00 a R$1.000,00 e 20,34%, de R$1.000,00 a R$2.500,00.

Isso significa que, para mais de 46 milhões de pessoas, o valor liberado para saque do FGTS pode cobrir todas as dívidas ou parte delas.

E por que isso é uma coisa boa?

Ninguém gosta de estar endividado. Além daquela sensação ruim de ter um assunto pendente, isso se traduz em várias restrições para quem está com o nome apontado nos serviços de proteção ao crédito – como conseguir um empréstimo ou um cartão de crédito.

O que realmente significa estar com o nome sujo e quais as consequências?

Além disso, tempo é literalmente dinheiro quando se trata de dívidas. Afinal, quanto mais atrasadas, mais juros o consumidor irá pagar. Por isso, quanto antes elas forem quitadas melhor para a saúde financeira.

Qual a melhor estratégia para pagar as dívidas?

Se você tem mais de uma dívida, comece listando o valor atual de cada uma, quanto é cobrado de juros e de quando elas são.

A melhor estratégia é priorizar aquelas com as maiores taxas – que geralmente são as do cartão de crédito e do cheque especial –, que venceram há muito tempo e cujo valor total é maior. 

5 passos que vão te ajudar a quitar as dívidas

Para se ter uma ideia, em maio deste ano os juros do crédito rotativo estavam em 298,6% ao ano, segundo o Banco Central. 

Juros rotativo ou crédito rotativo: entenda tudo sobre como ele funciona

Mesmo que o dinheiro do saque imediato do FGTS não der para quitar todas as dívidas, é essencial entrar em contato com a empresa para renegociar as contas em atraso com o valor que você tem em mãos.

Isso é importante porque o pagamento ou a renegociação da dívida já faz com que a empresa tire seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.

Sobrou dinheiro, o que fazer?

Se depois de pagar as dívidas ainda sobrar dinheiro na conta, uma boa opção é investir numa reserva de emergência – aquele dinheiro que você não sabe ao certo quando precisará usar, mas que precisa estar disponível para qualquer imprevisto.

Aqui, explicamos tudo o que você precisa saber para começar a guardar dinheiro

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter