Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Auxílio Emergencial Quem pode contestar auxi...

Quem pode contestar auxílio emergencial negado em 2021?

Entenda os critérios que permitem ou não contestar o benefício negado (indeferido) em 2021. Prazo para pedir revisão é de 10 dias.



No dia 2 de Abril, o site da Dataprev liberou os primeiros lotes para consulta de quem receberá o auxílio emergencial – ao longo dos próximos dias, todos os nomes poderão ser consultados. Quem teve o benefício negado tem até 10 dias corridos para contestar a decisão no site – mas fique atento: existem critérios que permitem a contestação.

De modo geral, há dois tipos de motivos de auxílio negado:

  • Inelegibilidade passível de recursos (pessoas que podem contestar): Nesses casos, quem discordar da análise e entender que a situação descrita nas mensagens do Governo Federal está errada ou já se alterou, deve fazer uma contestação.
  • Inelegibilidade definitiva (nesses casos, não é possível contestar): a situação que motivou o indeferimento não vai se alterar.

Como saber o motivo do auxílio negado?

Você poderá ver o motivo exato pelo qual o benefício foi negado no site da Dataprev, ao fazer a sua consulta. Ao clicar em “Saiba Mais”, terá todos os detalhes de como poderá atualizar as informações referente a ele, caso estejam erradas.

Veja, abaixo, quem PODE e quem NÃO pode contestar o auxílio.

Quem pode contestar o auxílio 2021 negado?

Pode contestar quem se encaixa nos critérios do auxílio 2021 mas, por algum motivo, está com os dados desatualizados ou errados na base de dados do governo – o que faz com que a pessoa pareça inelegível. Em alguns casos, é preciso corrigir a informação em outras plataformas e contestar o benefício no próprio site da Dataprev.

Por exemplo: um dos critérios para receber o auxílio é ter mais de 18 anos (exceto mães adolescentes). Se o seu auxílio foi negado e o motivo que aparece é “Menor de idade“, mas você tem 18 anos ou mais, isso significa que OU seu auxílio foi indeferido porque no momento da análise inicial você ainda não tinha completado 18 anos OU sua data de nascimento está errada conforme os dados de seu CPF ou do Cadastro Único.

Caso a sua data de nascimento esteja incorreta no sistema, é preciso atualizar a informação na Receita Federal pessoalmente ou no site.  

Importante: no exemplo acima, quem aparece como “menor de idade” só pode contestar caso tenha mais de 18 anos e as informações estejam erradas. O mesmo vale para qualquer outro critério “passível de recurso”.

Quem NÃO pode contestar o auxílio negado?

Existem algumas situações em que o cidadão não pode contestar o benefício negado. Em todos os casos, os detalhes aparecerão no site da Dataprev, ao fazer a consulta do seu status. Abaixo, confira a tabela de motivos que não podem ser contestados, de acordo com o Governo.

Motivo no sistemaO auxílio foi indeferido porque…
Família já contempladaUma pessoa da sua família já está recebendo o Auxílio Emergencial 2021. Como a Lei permite que apenas uma pessoa receba benefício, não há possibilidade de realizar contestação.
Servidor Público -RAISO Governo identificou que você é servidor público. Essa informação pode ser consultada online. Se estiver incorreta, atualize sua situação junto ao órgão onde você trabalhava.
Mandato eletivoVocê é titular de mandato eletivo (político eleito). A Lei não permite que pessoas que exerçam mandatos eletivos recebam o auxílio emergencial.
Renda tributável acima do tetoO Governo identificou que você declarou rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no IR do ano de 2019. A Lei não permite que pessoas que declararam estes valores recebam o auxílio.
Rendimentos isentos acima dotetoVocê declarou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40.000,00 no Imposto de Renda relativo ao ano de 2019.
Valor em bens acima do tetoVocê declarou a posse ou a propriedade de bens ou direitos, incluída a terra nua, em valor superior a R$ 300.000,00 no Imposto de Renda relativo ao ano de 2019.
Dependente de titular com rendimento tributável acima do tetoVocê aparece como dependente de alguém que declarouRendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no IR relativo ao ano de 2019. 
Dependente de pessoa com rendimento isento acima do tetoVocê é dependente de alguém que declarou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40.000,00 no IR relativo a 2019.
Dependente de titular com valorem bens acima dotetoVocê é dependente de alguém que declarou a posse ou a propriedade de bens ou direitos em valor superior a R$ 300.000,00 no IR relativo ao ano de 2019.
Servidor municipal/ estadual/ distritalVocê é servidor público de estado ou município, de acordo com informações da Controladoria- Geral da União (CGU). Caso essa informação esteja desatualizada, regularize sua situação junto ao órgão onde você trabalhava.

Como contestar o auxílio 2021

  1. Acesse o site https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta/#/
  2. Faça a consulta com seus dados. 
  3. Na tela em que aparece a mensagem do resultado, basta apertar o botão “contestar análise” (abaixo da informação do critério de não aprovação).
  4. A contestação precisa ser feita em até 10 dias corridos a partir da data em que a informação ficou disponível.
  5. Não há um prazo específico, mas a resposta da contestação será informada no site ou aplicativo da Caixa ou no site da Dataprev.

Outro ponto importante: após o recebimento da primeira parcela, os CPF continuam sendo checados mensalmente e é possível ter o benefício cancelado nessa reavaliação mensal. Nesses casos, também será possível contestar a decisão.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

2.62

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post