Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início O Nubank Carreira no Nu Como é o processo selet...

Como é o processo seletivo para engenharia de software do Nubank?

Quais são as etapas? Tem exercício? Se você quer fazer parte do nosso time de engenharia, vem ver como é nosso processo – da inscrição ao onboarding.

Uma das principais dúvidas de quem quer fazer parte do nosso time de engenharia de software é sobre o processo seletivo. Quais são as etapas? Tem exercício? É impossível?

Não, não é impossível. Queremos profissionais que se identifiquem com o que acreditamos, busquem grandes desafios e topem se juntar à nossa revolução roxa.

Para isso, buscamos criar um processo seletivo que reflita nossos valores e seja uma boa experiência para quem se candidata à uma vaga no Nu. Funciona assim:

1- Inscrição e avaliação de currículo

O primeiro passo é se inscrever no processo seletivo para alguma de nossas vagas abertas, que são sempre atualizadas em nossa página de carreira.

Lá, os candidatos conseguem importar dados de seu perfil no LinkedIn, currículo, entre outras fontes, e responder às informações que pedimos para começar a participar do processo seletivo – incluindo uma sobre por que ela gostaria de trabalhar com a gente.

Nessa etapa, buscamos entender se a pessoa já teve contato com tecnologias ou problemas similares com os que estamos trabalhando. Talvez a pessoa não tenha conhecimentos em Clojure, por exemplo, mas passou por desafios semelhantes aos que temos aqui.

Também olhamos a motivação das pessoas. Por isso, atenção e sinceridade na hora de responder por que quer trabalhar com a gente. Afinal, é importante que nossos desafios batam com o que você está procurando.

2- Entrevista remota

A pessoa aprovada na fase do currículo passa por uma entrevista remota – que pode ser feita tanto por um recrutador quanto por um engenheiro.

Nesse momento, buscamos:

  • Entender quem a pessoa é; o que ela está procurando profissionalmente; quais suas habilidades técnicas; o que ela já fez e o que ainda quer fazer;
  • Explicar como aplicamos o paradigma funcional;
  • Contar como é a dinâmica de times multifuncionais;
  • Compreender como ela enxerga a questão de diversidade no trabalho;
  • Entender outras questões.

Mais do que uma entrevista, essa é uma conversa transparente entre nós e a pessoa. Um momento para conhecê-la melhor e compartilhar quem somos e quais nossos desafios.

3- Exercício técnico

Quem passa na entrevista remota é convidado a realizar um exercício técnico.

Os exercícios variam de acordo com o perfil da vaga, mas o objetivo de todos é o mesmo: simular um pouco da nossa rotina e aproximar a pessoa do nosso dia a dia.

Geralmente, os candidatos têm cerca de 10 dias para finalizar a atividade.

4- Etapa presencial

Sendo aprovada no exercício técnico, a pessoa é convidada para passar uma tarde ou uma manhã em nossa sede. Aqui, ela passará por:

  • Uma série de entrevistas com o pessoal de engenharia e de People & Culture para entender aspectos técnicos e culturais mais específicos;
  • Um exercício de pareamento com engenheiros do Nubank;
  • Um exercício colaborativo sobre design de arquitetura;

Nesta etapa, queremos conhecer melhor a pessoa, entender como ela trabalha com pares, ouvir suas ideias e ver como ela se comporta em situações muito semelhantes às vividas pelos Nubankers diariamente.

5- Oferta e onboarding

Depois de todas essas etapas, quem é aprovado no processo recebe uma oferta de trabalho. Hora de comemorar!

Aceitando, combinamos o dia para ela começar no Nubank, quando terá um onboarding de cultura, do negócio e das tecnologias que utilizamos aqui dentro.

Queremos que todo mundo que começa no Nu tenha todas as ferramentas necessárias para contribuir com nossos desafios – que são muitos!

Dicas para o processo

Conversamos com Rodrigo Gaião, Tech Recruiter do Nubank, e Heloisa Carbone, engenheira de software recém chegada no Nu, sobre dicas para quem quer trabalhar em nosso time de engenharia.

“Assista às palestras técnicas que temos disponíveis em nosso canal Nubank On The Stage. Não só palestras de Clojure, mas de arquitetura, funcionamento dos squads, entre outros assuntos mais técnicos. Além disso, também é muito importante saber como os outros times funcionam. Nos blogs de produto e de design é possível encontrar vários artigos sobre isso. Outra dica é pesquisar sobre Clojure, entender como funciona essa linguagem (tem até um livro grátis bem legal na internet), entrar nas páginas do Github e do Stackoverflow do Nubank.”

Rodrigo Gaião, Tech Recruiter do Nubank

“Mesmo se você achar que não está pronto, arrisque e se candidate. Já ouvi muita gente dizendo que não se aplica porque não se sente pronto ou qualificado. Eu mesma não me sentia pronta, mas arrisquei e deu certo. Por isso, não espere para aplicar. Além disso, estude. Pesquise sobre as tecnologias que o Nubank usa. Mais do que ter um conhecimento técnico específico, é importante saber interagir, conversar e dar ideias.”

Heloisa Carbone, engenheira de software recém chegada ao time de Bill & Payments

Digite seu nome

Quero receber a newsletter
  • Icaro
    28 de outubro de 2019, 00h37
    Gostei bastante, achei bem completo o jeito que trataram cada etapa do processo todo. Obs: Se puderem fazer um post sobre o processo seletivo de estágio, mais especificamente na área de Data Science, eu ficaria muito grato.