Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Imposto de Renda IR: até quando preciso r...

IR: até quando preciso receber os informes de rendimentos?

Corretoras, bancos e empresas precisam enviar o informe que mostra os rendimentos pagos a você. Veja quais são esses documentos e até quando eles precisam ser enviados.



Quando chega o período de prestar contas com a Receita Federal, há uma regra invisível que reina: quanto mais organizados estiverem os documentos necessários para preencher a declaração do Imposto de Renda, mais fácil será declarar. Um dos documentos mais importantes nessa hora é o informe de rendimentos. 

O informe detalha o que uma pessoa recebeu daquela instituição no último ano. Todos os rendimentos que você teve com investimentos, salário, pensões, benefícios, bônus são detalhados no informe de rendimentos. 

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Este texto é uma forma para te ajudar na busca por informações. Em caso de dúvidas, procure um contador ou profissional qualificado para auxiliar na sua declaração.

Como consigo o informe de rendimentos? 

Empresas, bancos e corretoras são obrigadas a enviar os informes de rendimentos para quem recebeu alguma renda por meio dessas instituições. 

Segundo o Ministério da Economia, elas têm até o último dia útil de fevereiro, (em 2022, o dia 28 de fevereiro), para enviar o documento por e-mail, correio ou deixar disponível para que seja acessado. Caso seja impresso, esse envio não pode ter custo para quem vai receber.  

A empresa que não enviar o informe dentro do prazo ou mesmo fornecê-lo com informações inexatas fica sujeita à multa.

Quais informes preciso ter para declarar o IR? 

Os tipos e a quantidade de informes vão depender de quais instituições você faz parte – se você tem um emprego, se investe por uma corretora, se tem conta em um ou mais bancos etc. Veja quais são os principais informes de rendimentos que você precisa ter em mãos na hora de declarar. 

Informe de rendimentos do trabalho 

Se você trabalhou no ano anterior com carteira assinada, a empresa precisa enviar o informe com o detalhamento do rendimento total recebido (salário), férias, décimo terceiro, bônus, outros rendimentos e também descontos de benefícios, do INSS e imposto retido. 

Caso você não esteja mais na empresa, ela precisa enviar o documento dentro do prazo. Trabalhou em mais de uma companhia no mesmo ano? Não importa: todo empregador tem de fornecer o documento e você vai precisar de todos eles para declarar seu Imposto de Renda.

Informe de rendimentos da corretora ou distribuidora

Caso tenha algum investimento feito via corretora ou distribuidora de investimentos, a instituição envia o informe em que constarão as quantidades de ativos que você tem, o saldo de cada investimento e outras informações, como seus rendimentos, o imposto retido e o imposto incidente sobre os rendimentos resgatados no ano (exceto para os isentos). 

O documento é bem certeiro para declarar investimentos de renda fixa, como títulos do Tesouro Direto e CDBs, por exemplo, mas é preciso atenção em investimentos de renda variável.

É que para alguns ativos, como ações e BDRs, é preciso saber o preço médio investido, incluindo as taxas, para completar as informações de saldo. E essa informação não consta nos informes. O investidor é que precisa fazer essa conta. 

Informe de rendimentos do banco 

Você precisa declarar o saldo da sua conta e da sua poupança do último dia do ano. Por isso, o banco também precisa enviar um informe. Instituições financeiras com outros tipos de conta (como conta de pagamentos) também enviam esse informe.

No documento, além desses saldos, há outras informações, caso você tenha investimentos, seguros, financiamentos ou mesmo empréstimos feitos na instituição. 

Informe de rendimentos de gestoras de recursos

Ainda que sua corretora envie um informe de rendimentos, as empresas que gerem fundos de investimentos – também precisam enviar o documento informando rendimentos e saldos dos ativos.

Informe de rendimentos de previdência privada

As empresas de previdência privada também devem enviar o documento, tanto para quem já recebe o benefício como para quem ainda está na fase de contribuição.

Saiba mais: Qual a diferença entre PGBL e VGBL?

Nem todos os informes chegam até você  

Existem alguns casos em que é você que precisa ir atrás dos informes de rendimento. Veja abaixo quais são eles: 

INSS

Aposentados e pessoas que recebam algum benefício do INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social), como pensão, precisam ir atrás do informe. O documento traz todos os valores recebidos no ano passado – os tributáveis e não tributáveis – e o imposto retido. 

Para conseguir o informe, basta acessar o aplicativo ou site Meu INSS, fazer o cadastro e, logado, buscar por “Extrato para Imposto de Renda”. 

Nota fiscal paulista

Se seu estado tem algum programa de crédito, você deve ficar atento. No estado de São Paulo, por exemplo, os créditos são isentos de tributação, mas também devem ser declarados. 

Em São Paulo, por exemplo, você precisa baixar o comprovante de rendimentos no site da Secretaria da Fazenda do estado.

As informações acima são um guia para ajudar na busca por informações. Em caso de dúvidas, procure um contador ou profissional qualificado para auxiliar na sua declaração.

Leia também 

O que são aplicações financeiras?

Quanto renderia o primeiro prêmio de R$ 1,5 milhão da TV brasileira?

Como declarar BDRs no Imposto de Renda?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.27

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post