Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Produtos Como exercer o direito d...

Como exercer o direito de subscrição na NuInvest?

Benefício dá a investidores preferência na compra de novas ações ou cotas de fundos na Bolsa de Valores, por um valor mais barato em algumas ocasiões. Processo pode ser feito online, direto pelo app. Entenda.



direito de subscrição

Todas as pessoas que investem em ações ou fundos imobiliários na Bolsa de Valores têm algumas vantagens. Uma delas é o direito de subscrição, que dá ao investidor prioridade na hora de comprar mais ações ou cotas de fundos em que ele já investe.

O direito de subscrição acontece quando uma empresa ou fundo coloca mais ações ou cotas à venda na Bolsa. Sempre que isso ocorre, os investidores que já possuem ações ou cotas têm preferência na compra desses novos ativos. Uma das vantagens é a possibilidade de fazer esse investimento por um preço abaixo do mercado.

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Claro que o direito de subscrição não é obrigatório e os investidores podem exercê-lo ou não. Mas, se decidirem aproveitar o benefício, o processo é feito de forma totalmente online, sem burocracia, direto pelo app da NuInvest.

Confira, abaixo, como exercer o direito de subscrição na NuInvest.

O que é subscrição?

A subscrição é um processo que ocorre com frequência na Bolsa de Valores. Em resumo, ela é um direito de preferência na hora de comprar mais ações ou cotas de fundos imobiliários nos quais você já investe e que abriram mais capital na Bolsa.

O direito de subscrição acontece quando uma empresa ou fundo imobiliário precisa captar mais recursos financeiros e para isso emite novas ações ou cotas no mercado.

Assim, os investidores que já têm aplicações nessa mesma empresa ou fundo ganham preferência para compra. Em outras palavras, o direito de subscrição é justamente a prioridade concedida ao investidor. 

Então, ao receber o direito de compra, os atuais acionistas podem adquirir uma quantidade de novas ações ou cotas a um preço fixo, determinado com antecedência, e com uma data limite para fazer a reserva dos ativos.

Neste caso, as principais vantagens de exercer o direito de subscrição são:

  • Manter mesmo percentual de participação na empresa;
  • Aumentar o portfólio, ou seja, a quantidade de ações ou outros ativos que possui;
  • Possibilidade de comprar uma ação ou cota de fundo por um valor menor que o praticado no mercado em geral.

Tudo sobre subscrição: saiba o que e como funciona esse direito

Como exercer o direito de subscrição na NuInvest?

Ao receber o direito de subscrição, o investidor pode exercê-lo, o que significa reservar mais ações ou cotas para comprar. Pode vendê-lo no mercado secundário, caso a empresa ou fundo permita isso, ou simplesmente não exercer o direito.

Nesse último caso, os direitos irão expirar automaticamente e nenhum tipo de custo será debitado na conta na corretora.

Mas considerando que o investidor que recebeu seu direito tenha interesse em exercê-lo, será necessário solicitar pelo app ou plataforma da NuInvest a sua reserva. Confira o passo a passo:

  • Abra seu app NuInvest;
  • Selecione “Investir”;
  • Clique em “Produtos”;
  • Role a tela e toque em “Subscrições”;
  • Selecione uma das subscrições em andamento;
  • Uma mensagem será exibida no topo da tela se você tiver direito à subscrição.

É neste ponto que você poderá conferir todas as informações relacionadas à subscrição, como período de reserva, preço e cronograma.

Fique atento às datas para não perder nenhuma das etapas

  • Início do período de reserva: a partir desta data, você já pode fazer a reserva dos seus direitos de subscrição;
  • Fim do período de negociação: é a data limite para comprar mais direitos de subscrição ou de vender os seus direitos, caso seja permitido pela empresa ou fundo. Após esta data, não será mais possível negociá-los;
  • Fim do período de reserva e data do débito: é a data limite para reservar seus direitos. Após esta data, esses direitos vão expirar e sumir da sua custódia, ou seja, não será mais possível exercê-los. É também o dia em que ocorre o débito do valor que você reservou, chamado de liquidação;
  • Ativo disponível em carteira: é a data em que seus direitos de subscrição se transformam em ativos da sua custódia, ou seja, passam a integrar sua carteira de investimentos. Isso acontece depois da homologação junto à Bolsa de Valores e não tem um prazo fixo, variando de acordo com critérios descritos no documento de aviso aos acionistas.

Todos os prazos são predefinidos pelo emissor da subscrição e estão nos documentos oficiais da oferta. Esses materiais, que incluem detalhes, condições de ofertas, datas e regras, ficam na aba “Documentos” da plataforma e, no aplicativo, podem ser encontrados no fim da tela de subscrição, junto com os detalhes da oferta.

Depois de ler todas as informações, é hora de seguir com o seu investimento

  • Clique no botão “Exercer os meus direitos”;
  • Defina quantos direitos de subscrição (número de ações ou cotas) você quer exercer; 
  • Escolha se você quer participar da subscrição em caso de sobras (direitos não exercidos após a primeira distribuição da subscrição) e clique em “Continuar”;
  • Defina se você quer continuar na subscrição em caso de retratação (quando ocorre alguma alteração na oferta) e clique em “Reservar”;
  • Coloque a sua assinatura eletrônica e clique em “Confirmar”;
  • Pronto! Seu aplicativo vai exibir uma mensagem de confirmação.

Os processos para exercer o direito de subscrição para ações e cotas de fundos são muito parecidos. Os direitos de subscrição são diferenciados pelos números 1, 2 nos códigos das ações do tipo ordinárias e preferenciais.

Fiz uma subscrição, o que acontece agora?

Depois de ler as regras, exercer o direito e ter o valor debitado, os investidores adquirem o recibo, que nada mais é que um comprovante do uso de direitos da subscrição. 

Se houver sobras ou lote complementar, você será avisado por e-mail alguns dias após o débito na sua conta. Os ativos ficarão disponíveis na conta da corretora de quem os comprou dentro do prazo estipulado nas regras da subscrição, o que pode demorar alguns meses.

Após exercer o direito de subscrição, os recibos das ações ordinárias e preferenciais possuem códigos com finais 9 e 10. 

Para os fundos imobiliários, o processo é o mesmo. A diferença é que, no lugar de ações e acionistas, os termos usados são cotas de fundos e cotistas. Neste momento, a NuInvest também irá avisar sobre o direito de subscrição, data limite para exercer o direito e o percentual disponível. 

Os ativos dos FIIs possuem os códigos com os números 12 e 13 ao final.

Quando o dinheiro do investimento deve estar disponível?

No momento da reserva dos direitos de subscrição, o investidor não precisa, necessariamente, ter o valor disponível para aplicar durante a compra das novas ações ou cotas. Mas esse dinheiro deve estar na conta da corretora na data final da reserva para que ocorra o débito e a sua solicitação seja efetivada.

O prazo médio (podendo ser maior ou menor) do período de reserva de direitos é de 20 dias. Na data do fim do período de reserva, o débito do valor é efetuado. Ou seja, se a pessoa reservar seus direitos no primeiro dia, ela precisará ter o dinheiro na conta por volta de 20 dias depois.

Mas, caso você faça a reserva no último dia do prazo, já precisará estar com o dinheiro do investimento na sua conta da corretora.

Como comprar e vender meu direito de subscrição?

É possível comprar ou vender o direito de subscrição no mercado secundário. Esse é o local da Bolsa em que a compra e a venda de ativos acontece diretamente entre os investidores.

Mas, para serem negociados os ativos têm que estar dentro do prazo, ou seja, não ter expirado. Além disso, as regras da empresa/fundo devem permitir essa negociação.

O processo de compra e venda é feito por meio do home broker da NuInvest, de maneira muito semelhante à negociação de ações.

Para verificar se o seu direito de subscrição pode ser vendido ou caso queira comprar um direito na Bolsa, basta consultar o cronograma disponível na página de cada subscrição. Para acessá-lo, siga o passo a passo a seguir.

  • Abra seu app NuInvest;
  • Selecione “Investir”;
  • Clique em “Produtos”;
  • Role a tela e toque em “Subscrições”;
  • Selecione uma das subscrições em andamento;
  • Role a tela até a seção “Cronograma”.

Depois de confirmar se o direito de subscrição pode ser comprado ou vendido, faça a negociação diretamente pelo home broker da NuInvest. Saiba como enviar uma ordem de compra e venda pelo home broker clicando aqui.

A compra do direito de subscrição demora até dois dias úteis para ser processada pela Bolsa. Após o processamento pela B3, comprar o direito de subscrição no mercado secundário, o comprador precisa exercer o direito normalmente dentro do prazo disponível. 

Caso você não exerça esse direito até a data limite, o direito de subscrição adquirido sairá da sua custódia (não será mais exibido na sua conta) e você perderá o valor da compra.

Como saber se a minha solicitação de subscrição foi recebida?

Para saber se a sua solicitação foi recebida com sucesso, faça login na sua conta e siga o fluxo abaixo.

  • Abra seu app NuInvest;
  • Selecione “Investir”;
  • Clique em “Produtos”;
  • Role a tela e toque em “Subscrições”;
  • Selecione uma das subscrições em andamento;
  •  Visualize a seção chamada “Minha Subscrição” e confira os detalhes do seu pedido.

Direito de subscrição: quais as taxas para o processo?

Não existem taxas para exercer o direito de subscrição. Em outras palavras, ao aceitar esse direito você não pagará corretagem, taxas da B3, taxa de liquidação ou Imposto Sobre Serviços (ISS).

Mas no caso da compra ou venda dos direitos de subscrição, a cobrança de tarifas da B3, taxa de liquidação e ISS pode acontecer.

Importante: ações são investimento de renda variável com alto risco e volatilidade. Por isso, antes de começar, é preciso conhecer bem seu perfil de investidor para entender se esse investimento vale a pena para você. As corretoras de valores aplicam um teste para identificar esse perfil, e sempre indicam se um investimento é adequado ou não para você.

4.25

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post