Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro 1º de abril: 10 mentiras...

1º de abril: 10 mentiras financeiras que sempre te contaram e você acreditou

No Dia da Mentira, a gente te traz verdades. É hora de driblar as armadilhas e conferir as 10 mentiras financeiras que impedem qualquer um de ter uma relação saudável com o dinheiro.



Hoje é dia de cair em pegadinhas, dos memes fazerem a festa e dos assuntos mais falsos que nota de três reais assumirem as primeiras posições nos trending topics mundiais. Neste 1º de abril, considerado o Dia da Mentira em muitos países, a gente te traz verdades.

Como já dizia o sábio Homer Simpson: “para mentir, apenas duas coisas são necessárias: alguém que minta e alguém que escute a mentira”. E quando as invencionices ganham força no boca a boca, as pessoas acabam abraçando esses mitos como se fossem “verdades absolutas”.

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Mesmo presente em quase todas as decisões que tomamos cotidianamente, falar de dinheiro ainda é considerado pela maioria dos brasileiros um tabu. O fato é que acreditar em crenças limitantes e sabotadoras que envolvem dinheiro faz a vida de muita gente empacar, prejudicando a jornada em busca dos objetivos de vida.

Pensando nisso, desmistificamos algumas mentiras financeiras que sempre te contaram e você acreditou. Confira.

10 mentiras financeiras que sempre te contaram

1) Investir é só para rico

Esse é um dos maiores mitos do mercado financeiro. Esqueça essa história de que para investir é preciso ter muita grana e de que não é para o seu bico. Têm investimentos para todos os bolsos e estilos. Basta escolher os que cabem na sua realidade financeira. 

A partir de R$ 30, você pode investir no Tesouro Direto. Quer mais um exemplo? Todos os fundos da família Nu Seleção têm investimento inicial de apenas R$ 1 (um real). 

Como investir nos fundos Nu Seleção do Nubank?

Outra grande mentira é que todo mundo que investe fica rico. Se fosse assim, muita gente não precisaria mais trabalhar. 

O jeito certo de trilhar o caminho da independência financeira para ficar de boa no futuro é ter organização, conhecimento e disciplina. Acredite, de investimento em investimento você vai chegar lá.

 2) Ganhar dinheiro na internet é fácil

Corra que é cilada! A primeira coisa a se fazer quando você escuta uma história de que ganhará muito dinheiro da noite para o dia é fugir. Isso não existe. Mas a culpa não está só na ingenuidade ou na falta de informação das pessoas, o negócio complica quando elas nem percebem quando estão entrando nesse tipo de esquema. 

Promessas de lucros fáceis e rápidos enchem os olhos, mas acabam te deixando de bolso vazio. Todo mundo está sempre buscando o melhor para a vida, mas sem dedicação e “ralação” não se chegará a lugar nenhum, pode ter certeza. É como diz um famoso lema: sem dor, sem ganho. Por isso, fuja de pirâmides e planos mirabolantes que prometem tudo e não entregam nada.

4 sinais de um golpe – como perceber que você está caindo numa enrascada

3) É impossível ser feliz investir sozinho

Para começar: ninguém cuida do seu dinheiro melhor do que você. Não caia nessa de pagar por conselhos financeiros, indicações de amigos com comissões altas ou promessas de investimentos com rendimentos absurdos, cheios de pegadinhas e taxas escondidas. 

Com educação financeira, você pode fazer isso sozinho. A educação é o melhor caminho para você chegar na tão sonhada independência financeira. Não existe nada melhor do que conquistar sua liberdade e, de quebra, aprender a cuidar do próprio dinheiro fazendo ele render mais. Por isso, não tenha medo do desconhecido, arregace as mangas e corra atrás dos seus sonhos.

Quer uma dica extra? Dê uma olhadinha nas publicações do nosso blog. Aqui, você vai encontrar a melhor versão da sua vida financeira.

4) Só quem tem muito dinheiro abre um negócio

Olha o nariz crescendo! Quem nunca pensou em abrir um negócio próprio? É sim muito possível começar com o que tem, desde que seja com os pés no chão para não enfiar os pés pelas mãos. 

Com uma boa dose de dedicação, pesquisa de mercado e planejamento de custos, dá para abrir um negócio com pouco dinheiro. Com um cenário de aumento de desemprego, por exemplo, muitas pessoas buscam no empreendedorismo uma forma de se manter.

O empreendedorismo já faz parte da vida de mais de 12,5 milhões de brasileiros que são microempreendedores individuais (MEI). Esse número tem aumentado de forma consistente nos últimos anos. Um dos motivos foi a pandemia de Covid-19.

Como começar a empreender: guia para abrir uma empresa

5) Dinheiro não traz felicidade

Para quem não sabe o que fazer com ele. Quem nunca escutou isso? Ou “dinheiro não traz felicidade, mas compra” e, até mesmo, “dinheiro não traz felicidade, mas te leva para sofrer em Paris”. Está aí um assunto que dá o que falar devido às suas inúmeras interpretações.

Não é bem assim que funciona, né? Sabemos que o dinheiro não compra amor, felicidade, dignidade, amizade etc., mas ele oferece liberdade. E a falta dele pode trazer muita infelicidade, angústia e preocupação. 

A independência da mulher, por exemplo, tem tudo a ver com independência financeira. Não existe nada mais libertador para uma mulher do que não depender financeiramente de ninguém e alcançar um maior poder de escolha na sua própria vida. No fim das contas, o dinheiro tem uma parcela importante no sorriso das pessoas. Então, dizer que dinheiro não traz felicidade é uma balela.

Quem são e onde estão as mulheres que investem?

6) Poupança é um bom investimento

Nada disso, poupança está longe de ser um bom investimento. Os brasileiros têm medo de sair da tradicional poupança por achar que ainda é o local mais seguro para deixar suas economias. A verdade é que quanto antes a pessoa tiver contato com a educação financeira, mais rapidamente ela entenderá que existem oportunidades que são melhores do que deixar o dinheiro parado na poupança. 

Fica a dica: deixe a educação financeira por conta do Nubank e a poupança para trás.

A boa notícia é que existe vida fora da poupança e muito mais rentável, por sinal. E essa vida te dá acesso ao incrível mundo dos investimentos. É essencial descobrir o seu perfil de investidor antes de começar a investir para te orientar nas escolhas de produtos compatíveis com seus objetivos, com a sua tolerância a distintos níveis de risco e as suas expectativas de investimentos.

Com as consecutivas altas da taxa Selic, atualmente em 11,75% ao ano, a renda fixa fica mais atrativa para os investidores. Já a poupança, nesse cenário, rende 0,5% ao mês + taxa referencial. Entenda melhor aqui.

O simulador de investimentos é uma ótima ferramenta para comparar a rentabilidade de alguns investimentos em renda fixa em relação à poupança.

7) Empréstimo é sempre uma furada

Pegar empréstimo nem sempre é sinônimo de algo ruim, como o endividamento. É uma ação que deve ser evitada, mas tudo vai depender do seu momento de vida, objetivos, das taxas e condições de pagamento. 

Quando aparecem boas oportunidades, optar por um empréstimo pode ser uma alternativa. Fugir de juros altos e abusivos é um exemplo desse tipo de situação. Ou até mesmo dar entrada em sonhos que valem a pena serem pagos à vista e parcelados (com parcelas que cabem no bolso, claro).

Empréstimo Nubank: como simular, contratar e gerenciar

8) Bolsa de Valores é cassino

“É verdade esse bilete”. O mercado financeiro é bastante dinâmico e a renda variável é imprevisível. Sua rentabilidade pode subir ou descer e, como o próprio nome já diz, varia sempre. 

Na Bolsa de Valores, é possível investir sem contar com a sorte. Afinal de contas, você vai precisar estudar, escolher uma estratégia e fundamentar as suas escolhas. Não é pura especulação ou jogo de aposta como dizem por aí. Já o cassino é simplesmente um jogo de sorte e azar. 

Evite o efeito manada e tenha em mente que todo investimento de renda variável deve ser feito pensando lá na frente, em longo prazo. Vale lembrar: investir na Bolsa traz riscos. Por isso, antes de investir, verifique sempre se os ativos financeiros estão alinhados ao seu perfil de investidor.

Como investir na Bolsa: guia completo

9) Devo, não nego, pago quando puder

Calote à vista! Em primeiro lugar, se tiver dívidas, foque em pagá-las o mais rápido possível. As dívidas ganham sempre senso de urgência no planejamento financeiro. Quando não é feito na maldade, e a pessoa honra o compromisso de acertar as contas, é uma situação totalmente aceitável.

Agora, tem quem acredite que quem não se endivida, não se realiza. Ao contrair uma dívida atrás da outra, muitas vezes sem necessidade, a chance de ficar com o nome sujo é grande, além de sofrer com taxas abusivas e juros altíssimos. 

Quando possível, a melhor forma de fazer uma compra é pagar à vista por causa dos bons descontos oferecidos. Essa maneira de pagamento acaba educando o consumidor de certa forma, já que ele tende a tomar decisões menos impulsivas e mais ajuizadas. 

Ninguém quer ficar com o nome sujo, por isso a prioridade é zerar tudo para começar a pensar em usar o dinheiro para outras coisas.

Calculadora para sair do vermelho: responda 6 perguntas que podem te ajudar a acabar com as dívidas.

10)  Investir é só para quem é inteligente

Mais um conto da carochinha. Investir não é um bicho de sete cabeças e nem está restrito a pessoas com QIs de Einstein. O poder de investir está dentro de todos nós. O máximo que você deve fazer é: antes de pisar em terras desconhecidas é bom se preparar um pouco para não se perder. Educação financeira é poder e liberdade.

Você já se perguntou o porquê de nunca ter tentado? Medo, desconhecimento, insegurança, comodismo na poupança? Essas são algumas das barreiras que colocamos em torno desse assunto sem nem ao menos tentar. Neste Dia da Mentira, não minta para si mesmo. A verdade é que ninguém precisa ser um expert no assunto para investir e pode começar o quanto antes. 

O Nubank tem um oceano roxo de conteúdos para você se familiarizar com o tema sem economês, ou seja, sem aquela linguagem complicada e entediante de mercado financeiro. Tudo de forma leve, simples e prática. Bora?

Leia mais:

16 livros para você aprender mais sobre como cuidar do seu dinheiro

Guia do planejamento financeiro: como fazer uma virada nas suas contas?

Por que é tão difícil falar sobre dinheiro?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

3.44

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post