Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Conta digital: por que e...

Conta digital: por que ela está mudando a maneira como nos relacionamos com o nosso dinheiro

A popularização da conta digital representa mais do que praticidade: ela está devolvendo às pessoas o controle sobre sua vida financeira.

Conta digital. De uns tempos para cá, parece que todo mundo só fala nela. Todas as empresas oferecem, todos os clientes têm, conhecem alguém que têm ou desejam ter uma.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), 6 a cada 10 transações bancárias em 2018 foram feitas pelo celular ou computador. A instituição também descobriu que, no mesmo ano, foram abertas 2,5 milhões de contas digitais, um aumento de quase 1 milhão em relação a 2017. 

Mas o que é, afinal, uma conta digital?

Como explicamos aqui, a conta digital é um conceito que abrange muitas coisas. A definição mais aceita atualmente é a de uma conta que possa ser aberta e fechada pela internet, sem a necessidade de contato telefônico ou pessoal. Mas a verdade é que, sem uma definição exata, qualquer banco ou instituição financeira pode dizer que sua conta é digital – mesmo que ela não ofereça quase nenhum outro serviço que torne a vida dos clientes mais prática.

Porque é isso que a conta digital deve ser: uma solução para simplificar e facilitar a vida das pessoas.

As implicações disso são muito maiores do que acabar com a necessidade de pegar fila na agência. Elas têm a ver com acabar com a burocracia imposta pelas instituições financeiras. É por isso que um princípio fundamental das contas digitais deve ser a transparência: o cliente deve entender o que está contratando, sem letras miúdas ou tarifas escondidas.

Como isso muda a nossa relação com o dinheiro?

Talvez você se lembre da primeira vez que abriu uma conta. Provavelmente, precisou preencher vários formulários e levantar documentos que nem sabia que tinha. Leu o contrato rapidinho, na própria mesa do gerente ou atendente do banco. Para usar os serviços online, teve que instalar um aplicativo de segurança no computador e validar a chave do app do celular em um caixa eletrônico.

E ainda paga tarifas mensais para manter este produto. Em outubro de 2018, os brasileiros gastaram uma média de R$ 25,55 em taxas de manutenção de contas bancárias e outros R$ 16,91 em tarifas – muitas vezes sem saber.

Com todos esses obstáculos, cuidar das finanças passa a ser uma dor de cabeça que ninguém nunca quer ter. É mais fácil deixar o dinheiro parado, sem olhar para ele e confiar no que o gerente diz.

E se esses obstáculos não existissem?

E se todo mundo tivesse uma conta fácil de abrir e navegar, com informações claras que ajudassem cada um a tomar as decisões que são do seu próprio interesse?

Ao descomplicar processos, as contas digitais proporcionam a transparência necessária para que cada cliente controle sua vida financeira. É uma nova maneira de se relacionar com as instituições: não precisar confiar na palavra da empresa sobre o que fazer com seu dinheiro, mas sim, entender qual é a melhor opção para ele.

E o Nubank nisso tudo?

O Nubank nasceu com um objetivo muito simples: acabar com a burocracia e revolucionar o mercado de serviços financeiros. Começou com um cartão de crédito livre de taxas e fácil de usar e, além de outros produtos, lançou sua própria conta digital: a NuConta.

A NuConta é uma conta digital sem nenhuma tarifa de manutenção. A única taxa é a de saque no débito – e a transparência de não tentar escondê-la é um dos muitos motivos que nos colocam como uma empresa que está no meio de toda essa mudança. Você nunca encontrará nos nossos contratos um asterisco com um monte de condições escondidas sobre o uso do produto. Em vez disso, nós fazemos (e apresentamos) as contas: descobrimos, por exemplo, que, mesmo com a taxa do saque, os clientes do Nubank economizam mais de R$ 40,00 por mês com tarifas em relação a bancos tradicionais. Nós acreditamos na honestidade da informação – queremos que as pessoas nos queiram por sermos a empresa certa para elas.

Qual é o futuro?

A emancipação financeira é um caminho difícil e as contas digitais são apenas uma parte dele. Em um país com cerca de 60 milhões de pessoas desbancarizadas (de acordo com o IBGE) e 76% da população vivendo no limite do orçamento, o buraco é profundo, mas sair dele não é algo inatingível. É preciso que as pessoas se tornem cada vez mais questionadoras e tomem as rédeas do seu dinheiro. Que tal começar já?

Finanças pessoais: um guia para se organizar

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter