Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início O Nubank Carreira no Nu “As empresas preci...

“As empresas precisam contratar mulheres mais maduras”

Intérprete em inglês e fluente em quatro línguas, Cássia afirma a importância em ter um time diverso no ambiente de trabalho.

No Nubank, a gente acredita em construir times fortes e diversos – porque só assim é possível desenvolver produtos que facilitem a vida de todo tipo de brasileiro. Neste link, você encontra as histórias de mulheres que fazem o nosso negócio acontecer. Afinal, elas estão aqui, todos os dias, criando coisas incríveis e reinventando o futuro.

Conheça, a seguir, a Cássia, do time de Excelência ao Cliente.

Cássia dos Anjos, 55 anos, xpeer, do time de Atendimento ao Cliente

“Trabalhei 10 anos na indústria da moda, em companhias aéreas e em desenvolvimento de negócios. Sempre gostei de inovação. Foi assim que vim parar aqui, em 2019, na equipe da conta do Nubank – um lugar que abriu as portas para mim.

Uma coisa cada vez mais clara para mim é a importância de as empresas contratarem mulheres maduras.

Nos últimos empregos em que trabalhei com jovens, existia uma tendência de acharem que, por causa da minha idade, não entenderia determinados assuntos. Depois de conviverem comigo por um tempo, as pessoas geralmente se surpreendem, me  acham divertida e por dentro dos assuntos do momento.  

Durante a carreira, tive minha competência questionada várias vezes – já teve até gente que ficou chocada quando descobriu que eu falava várias línguas.

Pelo fato de estarmos há mais tempo no mercado de trabalho, além da experiência, pessoas como eu podem interagir e trocar vivências enriquecedoras com um time de mulheres mais jovens – e, assim, humanizarmos mais as nossas relações e praticamos mais sororidade.

O etarismo (discriminação por idade) é um tema pouco falado no Brasil, mas a mulher de 50 anos hoje não tem o mesmo pensamento da mulher de 50 de algum tempo atrás. Afinal, tudo evolui. Compreendendo essa realidade, muitos países têm bancos de talentos específico para mulheres mais maduras .

E é essencial que existam mulheres que se impõem. Somos capazes de muita coisa e temos que perceber isso.

O movimento feminista não existe para a mulher ser melhor que o homem, mas, sim, para a busca de equidade. Nós queremos ser ouvidas.”

Veja aqui mais histórias de mulheres como Cássia

4.54

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post