Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro Cartão clonado: o que f...

Cartão clonado: o que fazer e como se prevenir

Ter o cartão fraudado é uma situação desagradável, mas dá para resolver. Saiba o que isso significa, o que fazer e como evitar.

Você está trabalhando e recebe um aviso no celular de uma compra que não fez. O valor é alto e foi pago à vista. Seu coração acelera: como isso foi acontecer? Na maior parte dos casos, a resposta é a mesma: você teve o cartão clonado.

Essa é uma situação desagradável, mas infelizmente comum. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 3,65 milhões de brasileiros tiveram seus cartões de crédito fraudados ao longo de um ano.

É muita gente passando pela mesma dor de cabeça e se perguntando como resolver essa situação.

Afinal, o que significa ter o cartão clonado?

Significa que, de alguma forma, os dados do cartão (número, nome do titular, data de vencimento e código de segurança) foram roubados e usados por terceiros.

O nome “cartão clonado” começou a ser usado quando a única maneira de comprar com o cartão era passar a tarja magnética – aquela faixa preta que fica no verso – na maquininha. Golpistas, então, criaram uma tecnologia que literalmente clonava os dados do cartão no momento da compra, o que deu origem à expressão.

Mas é importante esclarecer que cartões com chip não podem ser realmente clonados. O chip impede que as informações sejam copiadas na hora de passar o cartão na maquininha. Mas, então, por que tantas pessoas sofrem golpes com o cartão?

Hoje, o “roubo” das informações do cartão pode acontecer de diferentes formas:

Formas comuns de ter o cartão “clonado”

  • Compras em lojas virtuais: segundo um estudo da ClearSale, de cada R$100 gastos em comércio eletrônico no Brasil com entrega em casa, R$3,53 foram tentativas de fraude ou fraude de fato efetivada;
  • Clicar em links maliciosos: falsas páginas que usam nomes de grandes marcas, ou mesmo e-mails com ofertas que parecem imperdíveis podem esconder links que roubam as suas informações.
  • Cadastro do cartão em aplicativos (de transporte, jogos ou outros): fazer isso virou tão rotineiro que muitas pessoas nem percebem que os dados do cartão podem ser roubados – por hackers ou por alguém que tenha acesso ao celular, por exemplo;
  • Divulgação dos dados do cartão: muitas pessoas compartilham suas informações em aplicativos de mensagem, sites suspeitos e até em redes sociais;
  • Mãos de terceiros: acredite, pessoas já tiveram seus cartões fotografados por atendentes de lojas ao virarem as costas enquanto pagavam;
  • Compras com a tarja magnética em viagens internacionais: de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), 95% dos cartões ativos no Brasil possuem sistema de chip, o que inibe a clonagem por aqui. Já em outros países, como Estados Unidos e muitos da América Latina, a maior parte das transações é feita com a tarja – o que aumenta as chances dos dados serem clonados e usados para compras em moeda estrangeira.

Tive o cartão clonado. E agora?

Recebeu uma notificação no celular de uma compra que não fez? Estava conferindo a fatura e notou contas que não são suas?

O que fazer em caso de cartão clonado

  1. Bloqueie o seu cartão.
  2. Entre imediatamente em contato com a emissora ou administradora do cartão para informar sobre essas movimentações financeiras que você não reconhece.
  3. Geralmente, o procedimento padrão é cancelar o cartão, devolver o valor das compras e emitir um novo.

Mas, atenção: é essencial ter certeza de que a compra de fato não foi feita por você nem por um conhecido para quem você emprestou o cartão.

Cuidados antes de pedir para o cartão ser cancelado

Muitas vezes, o nome do estabelecimento que vem na fatura é diferente daquele estampado nas placas das lojas, restaurantes e supermercados, por exemplo. Por isso, é comum que as pessoas não reconheçam algumas compras e achem que o cartão foi “clonado”. Neste caso, não há fraude – só uma pequena confusão causada pela diferença entre razão social e nome fantasia.

Também é importante lembrar que, caso você empreste seu cartão para uma pessoa e ela faça uma compra sem o seu conhecimento, isso não é considerado fraude e você não terá direito ao reembolso.

Além disso, é preciso prestar atenção a outras compras que as pessoas costumam não reconhecer:

  • Assinatura de serviços de streaming de música, filmes ou séries;
  • Compras dentro de jogos de celular ou videogame (muitas vezes feitas pelos filhos);
  • Garantia estendida de eletrônicos ou eletrodomésticos (lojas virtuais costumam incluir esse serviço na hora da compra, deixando para o cliente a opção de não contratar).

Dicas para evitar fraudes no cartão ou cartão clonado

Estes são alguns dos cuidados que devem ser tomados para manter seu cartão em segurança:

  • Antes de fazer qualquer compra na internet, tenha certeza de que o site escolhido é seguro: pesquise a reputação da loja e veja se há reclamações e quais são elas;
  • Desconfie de ofertas com valores muito abaixo dos praticados por outras lojas: essa é uma das práticas mais comuns para roubar os dados do cartão na internet;
  • Nunca compartilhe informações nas redes sociais: não poste fotos do cartão nem mande seus dados por aplicativos de mensagem;
  • Use o cartão virtual: se o emissor do seu cartão oferece essa funcionalidade, use para todas as compras online (seja em lojas virtuais ou aplicativos). Assim, mesmo se os dados do cartão virtual forem comprometidos, você ainda terá o cartão físico e poderá emitir outro virtual com muito mais facilidade.

Agora que você já sabe o que realmente significa ter o cartão clonado e como se prevenir, é só colocar os aprendizados em prática e continuar fazendo suas compras feliz e protegido – mas sempre com planejamento, claro.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter