Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Black Friday 2019: como ...

Black Friday 2019: como preparar o seu cartão de crédito

Veja porque antecedência é fundamental para aproveitar melhor os descontos - e aprenda a organizar a sua fatura para tirar o máximo das promoções

A Black Friday 2019 cai no dia 29 de Novembro – e o melhor conselho para aproveitar as compras é começar o quanto antes um planejamento. Se possível, ainda no primeiro semestre.

Mas…  Por que tanta antecedência assim?

Existem dois grandes motivos que justificam começar a organizar as finanças para a Black Friday 2019 meses antes de novembro chegar:

  1. As compras durante a BF custarão caro
  2. Seus gastos pós-Black Friday continuarão sendo altos

Abaixo, a gente explica melhor esses gastos e mostra como é possível planejar seu orçamento (e seu cartão de crédito) para não perder nenhuma promoção ou prejudicar seus planos de viagem no fim do ano.

Mas antes… o que é mesmo a Black Friday?

A Black Friday é um evento criado por lojistas dos Estados Unidos há mais de 50 anos e que ganhou fama e popularidade no mundo inteiro. A sexta-feira que antecede o feriado de Dia de Ação de Graças (ou Thanksgiving) se transformou em sinônimo de grandes descontos oferecidos por lojas de todos os segmentos.

As promoções começam até algumas semanas antes da própria Black Friday – e por vezes se estendem até alguns dias depois dela. A segunda-feira seguinte à BF, conhecida como Cyber Monday, é uma data já tradicional de promoções em aparelhos eletrônicos.

Apesar de não celebrar o mesmo feriado de Ação de Graças, o Brasil também importou a tradição dos descontos na mesma data. Hoje, a Black Friday movimenta o comércio nacional – e é por isso que o consumidor precisa de atenção e planejamento para aproveitar.

1. Compras na Black Friday custam caro – mesmo com desconto

Os produtos mais procurados durante a Black Friday são eletrônicos. Os dados sobre cartão de crédito nessa época mostram que a categoria é a maior responsável pelos gastos no período – e não à toa. Afinal, tradicionalmente, lojistas costumam esperar a Black Friday para oferecer descontos agressivos nesse tipo de produto.

Para o seu bolso, esse número significa que são grandes as chances de se deparar com uma boa oferta de celular, televisão ou eletrodoméstico – itens que, mesmo na promoção, costumam ser compras caras.

Quem não se planejar antes da Black Friday pode ou deixar passar uma boa promoção por falta limite ou se endividar e perder o controle das faturas do cartão.

2. Os seus gastos pós Black Friday vão ser ainda mais altos

Acredite: o período de novembro a janeiro vai ser puxado para o seu orçamento – por isso, a antecedência na hora de planejar as compras na BF é fundamental para garantir a saúde do seu bolso no final do ano.

Tradicionalmente, o período de festas e pós-Réveillon é a época de maior gasto dos brasileiros com cartão de crédito.

Por isso, enfiar o pé na jaca durante a Black Friday sem planejamento pode estragar outros planos – como viagens ou compras de Natal. A boa notícia é que, com antecedência, dá para minimizar esse possível cenário enroscado.

Quando começar a guardar para a Black Friday?

Os meses entre março e outubro são uma boa época para conseguir guardar dinheiro. Isso acontece porque, em média, esse período representa uma “baixa” nos gastos.

No final do ano, por exemplo, as compras de Natal e gastos com viagem geram muitos boletos. Muitas vezes, essas compras são parceladas até o começo do próximo ano – e se embolam com os gastos que tipicamente comprometem o orçamento familiar em janeiro e fevereiro: educação e impostos – como IPVA e IPTU.

Como organizar seu cartão de crédito para a Black Friday 2019?

  1. Quite as dívidas: Deixou alguma conta em atraso? A melhor estratégia é pagar esses valores para liberar o seu limite e, de quebra, economizar nos juros.
  2. Antecipe parcelas que estiverem em aberto até novembro: se o seu cartão de crédito permitir, antecipe as compras parceladas no passado. As parcelas comem o seu limite – e se programar para chegar a novembro sem essa pendência vai facilitar as suas compras.
  3. Não parcele compras para depois de outubro: mesmo motivo do ponto acima. Deixar o seu limite liberado para a Black Friday vai te ajudar na organização financeira.
  4. Pesquisa e planeje suas compras: a Black Friday costuma oferecer descontos bastante bons em itens caros – como eletrônicos. Com planejamento, você evita comprar ante da hora um item igual ou similar a algo que pode entrar em promoção daqui alguns meses.
  5. Tente guardar o dinheiro do que planeja comprar: juntar um valor antecipadamente é uma boa estratégia. Assim, você pode ou limitar seus gastos na BF ao que conseguiu guardar ou já quitar boa parte das compras.

(A NuConta pode ser um bom lugar para guardar dinheiro. Ela é uma conta digital, sem tarifa de manutenção, que rende mais do que a poupança. Nela, é possível criar uma área separada para guardar dinheiro. Veja mais sobre a NuConta e a função Guardar aqui).

Além desses passos simples, vale lembrar que a melhor forma de não perder o controle das suas finanças é seguir um bom planejamento e ter (pelo menos de forma básica) noção do que entra e sai da sua conta todos os meses.

Com organização e um pouco de antecedência, é mais fácil encarar épocas de grandes gastos – ou de descontos muito tentadores.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter